A quarta geração do SUV mais vendido da Mercedes-Benz, o GLE, chega a linha 2019 com mais tecnologia e itens de conforto e segurança. Conhecido anteriormente como Classe M, o novo GLE, que compartilha a plataforma com a Classe E, ficou mais moderno e conta com um desenho mais diferenciado na nova geração. 

Seus concorrentes são também velhos conhecidos, como o BMW X5 e o Lexus RX. As linhas gerais do modelo mostram que a marca manteve boa parte do desenho consagrado do Classe M, mas agora conta com a mesma linguagem visual de modelos mais recentes, dentre eles novo Classe A, por exemplo. A Mercedes-Benz diz que até a aerodinâmica mudou no modelo 2019, ficando com o coeficiente aerodinâmico de 0,29 – um dos menores da categoria de acordo com a marca. 

O grande destaque dessa nova geração fica para o interior do modelo, que segue a nova característica da marca em oferecer um painel digital com duas telas de 12,3", que funcionam como o painel de instrumentos e a central multimídia. O equipamento de conectividade, como não poderia ser diferente, é a nova central multimídia MBUX, que conta com inteligência artificial e entende comandos de voz para fazer pequenas funções como mudar a temperatura do ar-condicionado ou traçar uma rota pelo GPS. O novo GLE também ficou cerca de 8 centímetros maior que a geração anterior, o que, segundo a Mercedes-Benz, permite ao SUV oferecer mais espaço para os ocupantes dos bancos traseiros, inclusive nas versões com 7 lugares. O porta-malas agora pode carregar 825 litros de bagagem ou 2.055 litros com os bancos rebatidos, um volume muito bom. 

No quesito segurança, o GLE 2019 conta com assistente de mudança de faixa com frenagem de emergência para casos de risco de colisão em ultrapassagens, bem como assistente de congestionamento ativo, recurso que é capaz de detectar engarrafamentos e controlar o ritmo de deslocamento abaixo dos 60 km/h. O sistema pode até mesmo ajudar a abrir caminho para a passagem de ambulâncias ou viaturas. Outro destaque fica por conta do novo sistema de suspensão pneumática E-Active Body Control, que ajusta a suspensão de cada roda de forma independente e melhora a performance do conjunto da suspensão. 

Para a motorização, a Mercedes-Benz colocou a princípio um motor V6 com 367 cavalos e 51 kgfm de torque. Além do motor a combustão existe um sistema híbrido baseado em uma arquiterura elétrica de 48 V que gera mais 25 cavalos e 25,5 kgfm de torque. O motor é acompanhado de uma transmissão automática de 9 velocidades. Futuramente o novo GLE deve receber versões com motores a diesel e híbrido plug-in. O modelo sera apresentado de forma pública no mês que vem durante o Salão do Automóvel de Paris. Por aqui o modelo deve aparecer no Salão do Automóvel de São Paulo em novembro. As vendas no mercado europeu e norte-americano devem acontecer já no primeiro trimestre de 2019.

 
 
Mercedes-Benz GLE 2019
 
Mercedes-Benz GLE 2019
Mercedes-Benz GLE 2019
Mercedes-Benz GLE 2019
 
Mercedes-Benz GLE 2019
Mercedes-Benz GLE 2019
Mercedes-Benz GLE 2019
 
Mercedes-Benz GLE 2019
Mercedes-Benz GLE 2019
Mercedes-Benz GLE 2019
 
Mercedes-Benz GLE 2019
Mercedes-Benz GLE 2019
Mercedes-Benz GLE 2019
 
Mercedes-Benz GLE 2019
Mercedes-Benz GLE 2019
 
 
Kleber Smith

|