Novo Kia Optima é adiado para 2012

Sedã já foi homologado para o mercado brasileiro, mas seu lançamento atrasou

Kia Optima 2011 | Imagem: Kia Motors

A indecisão momentânea do governo brasileiro sobre o aumento do IPI para carros importados levou a Kia Motors a adiar o lançamento do novo Optima (antes Magentis) no mercado nacional. Antes previsto para os últimos meses deste ano, o carro acabou empurrado para o planejamento da marca para 2012, segundo confirmou a assessoria de imprensa da marca sul-coreana no país.

O Optima, quando chegar, será o sedã intermediário da Kia, posicionado acima do Cerato e abaixo do Cadenza. O veículo já está até homologado para rodar nas estradas do país.

O modelo que vem para o país é a série com motor 2.4 16V a gasolina (DOHC, não o GDI com injeção direta de gasolina) com 180 cv e 23,6 kgfm de torque. Até pelo filão no qual o carro se encaixa, o Optima será oferecido somente com transmissão automática de 6 velocidade – no exterior há opção de câmbio manual de 6 marchas .

Kia Optima
AUTOO

A Kia já conta com uma série de unidades do Optima rodando pelo Brasil, como mostra o flagra acima

Segundo números da montadora, o veículo mede 4,85 metros de comprimento, sendo 2,80 m somente de distância entre-eixos, dimensão está importante para definição do espaço na cabine. Optima, no caso, leva até 5 ocupantes e mais 436 litros de volume de bagagem no porta-malas. O carro ainda traz em seu pacote de segurança 6 airbags, freios ABS e controles eletrônicos de estabilidade e tração.

Concorrente de carros como Ford Fusion, Chevrolet Malibu e Hyundai Sonata, o Optima deve chegar ao mercado acima dos R$ 100.000. A programação inicial era pedir R$ 105.000 pelo carro, como antecipou José Luiz Gandini, presidente da Kia Motors do Brasil, no início deste ano. No entanto, esse valor deve subir caso o IPI para importados for realmente elevado – a decisão saí dia 15 de dezembro.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!