O que sabemos sobre o BYD Seagull, elétrico mais barato que o Dolphin

Compacto, que chega em 2024, já roda em testes no Brasil e deve custar menos de R$ 130 mil
BYD Seagull 2024

BYD Seagull 2024 | Imagem: Divulgação

A BYD mexeu com o mercado de elétricos no Brasil quando lançou o Dolphin na faixa dos R$ 150 mil e já se prepara para a próxima cartada: o Seagull. O compacto está previsto para chegar ao Brasil no começo do ano que vem com preços convidativos, ou seja, abaixo dos R$ 130 mil.

Uma unidade já foi flagrada em testes no Brasil por um seguidor do influenciador João Anacleto, que publicou a imagem em seu Instagram.

VEJA TAMBÉM:

O BYD Seagull é um subcompacto de 3,78 m de comprimento e 1,71 m de largura. É um pouco maior que um Renault Kwid, por exemplo. que tem 3,68 m e 1,58 m respectivamente. O diferencial do elétrico é poder ter os eixos nas extremidades da carroceria, com 2,5 m entre eles.

A distância favorece o espaço interno, bastante generoso no compacto chinês. 

BYD Seagull 2024
BYD Seagull 2024
Imagem: Divulgação

O estilo do Seagull é mais esportivo, com linhas retas e cantos afiados. A frente chegou a ser comparada com a do Lamborghini Urus, mas é só uma lembrança mesmo. A linha de cintura ascendente em direção à traseira reforça esse espírito esportivo do carrinho.

Na traseira chama a atenção a lanterna que atravessa toda a tampa do porta-malas, que tem um aerofólio proeminente acima do vidro. Na parte de baixo, um difusor preto volta a mostrar esportividade.

O interior já é mais conservador e lembra o Dolphin, com o painel em curvas com uma tela de boas proporções no centro. Na China o carro é oferecido com cores claras, como o azul, mas não se sabe se chegará ao Brasil assim.

BYD Seagull 2024
BYD Seagull 2024
Imagem: Divulgação

Siga o AUTOO nas redes: Instagram | LinkedIn | Youtube | Facebook | Twitter

A imagem esportiva que o exterior do Seagull vende não vai ser sentida ao volante, afinal estamos falando do possível carro mais barato da marca. O motor dianteiro tem 74 cv de potência que atinge a velocidade máxima de 130 km.

No país de origem, o BYD é vendido com baterias de 30 kWh ou de 38,8 kWh. Se considerar a maior, que é a que deve chegar no Brasil, a autonomia no padrão chinês é de 405 km. O Inmetro, menos otimista, deve baixar bem essa expectativa para a casa dos 300 km.

Tags

Recomendados por AUTOO

Youtube
Qual entrega mais? Honda HR-V ou Citroën C3 Aircross?

Qual entrega mais? Honda HR-V ou Citroën C3 Aircross?

SUVs coadjuvantes em vendas podem ser opção para os best-sellers Creta e T-Cross
Aviação
Gol pretende ter 169 jatos Boeing 737 em 2029

Gol pretende ter 169 jatos Boeing 737 em 2029

Companhia aérea anunciou medidas para sair da crise financeira
MOTOO
A partir de R$ 8,5 mil: motos Shineray, Honda e Yamaha

A partir de R$ 8,5 mil: motos Shineray, Honda e Yamaha

Lista reúne as 10 motos mais baratas do Brasil em maio de 2024. Descubra as opções