ONU decide perdoar VW após escândalo do ''dieselgate''

Montadora alemã será reintegrada ao Pacto Global da ONU
Motor a diesel da Volkswagen afetado pelo dieselgate

Motor a diesel da Volkswagen afetado pelo dieselgate | Imagem: Divulgação

Após seu Conselho de Sustentabilidade declarar que “a Volkswagen aprendeu com seus erros”, a fabricante alemã veio a público anunciar que o Pacto Global das Nações Unidas decidiu reintegrar o Grupo Volkswagen à iniciativa. 

A fabricante foi excluída do Pacto Global há cerca de cinco anos com a eclosão do “dieselgate”, como ficou conhecido o escândalo dos carros a diesel da empresa que continham dispositivos para fraudar testes de emissões. 

Segundo o Grupo Volkswagen, o conglomerado conta agora com uma “política de conformidade e integridade totalmente reconstruída como resultado da supervisão concluída com êxito pelo Departamento de Justiça dos EUA”. A empresa acrescenta que “em 2025, o Grupo Volkswagen planeja cortar suas emissões de CO2 ao longo do ciclo de vida de seu portfólio de automóveis de passageiros em 30% em comparação com 2015 e pretende ser neutro para o clima até 2050. Em 2016, a Volkswagen também nomeou um Conselho de Sustentabilidade independente”. 

A retirada da Volkswagen do Pacto Global da ONU foi um passo drástico na esteira da crise do Diesel. Uma empresa que antes se sentia quase invencível foi publicamente excluída da respeitada comunidade empresarial das Nações Unidas. Não era apenas uma questão de prestígio. Era uma questão de orgulho. Desde então, a Volkswagen tem trabalhado para renovar a base de valor da empresa. A estratégia de eletrificação do Grupo colocou-o na vanguarda da transformação da indústria automobilística. A volta ao Pacto Global da ONU, portanto, deve ter o mesmo poder simbólico de sua exclusão há cinco anos. Mostra que a Volkswagen, embora longe de ser infalível, aprendeu com seus erros. É um momento para cada empregado da Volkswagen fazer uma pausa por um segundo e se orgulhar do que foi alcançado juntos”, declarou Georg Kell, atual porta-voz do Conselho de Sustentabilidade do Grupo Volkswagen e que também já ocupou o cargo de diretor executivo fundador e ex-CEO do Pacto Global da ONU. 

Amarok V6 Black Style: série especial marca a estreia do motor V6 diesel com maior potência
No Brasil, Amarok foi o modelo afetado pelo "dieselgate"
Imagem: Reprodução internet