Os caminhos do VW Polo (aqui e lá fora)

Na Europa o hatch compacto vai ficar maior e ganhar tecnologias presentes no Golf
Projeção da nova geração do VW Polo na Europa

Projeção da nova geração do VW Polo na Europa | Imagem: Theophilus Chin

Por enquanto ele é um modelo que deixou saudades aqui no Brasil, mas um modelo de proposta semelhante ao Volkswagen Polo deverá voltar ao mercado em breve. Mas antes, vamos falar um pouco do que a fabricante está programando para ele na Europa.

Segundo as projeções do artista gráfico Theophilus Chin, que gentilmente permtiu que o AUTOO as reproduzisse, a nova geração do Polo para o Velho Continente seguirá a identidade visual que estreou com o Passat. Além disso, na lateral, destaque para o vinco pronunciado e na parte traseira as lanternas semelhantes às da nova geração do Tiguan

Para ganhar mais espaço interno e torna-se mais confortável, o entre-eixos do modelo europeu deverá crescer cerca de 10 cm, contudo o ganho virá apenas da redução dos balanços dianteiro e traseiro. O comprimento do modelo deverá ficar na casa de 4 metros. 

Outro grande salto deverá ocorrer na parte interna. O Polo europeu deverá contar com um alto nível de equipamentos em especial no que diz respeito a conectividade. Segundo alguns rumores, a tela da central multimídia poderá contar com 9,5”, um tamanho bem generoso e a tendência para esse tipo de equipamento. Entre os motores, a VW deverá investir no 1.0 TSI e no novo 1.5 TSI, este com algumas opções de potência como 140 cv e 160 cv.

Já no Brasil, ainda não sabemos se a Volkswagen manterá o nome do modelo, mas a marca planeja sua volta ao segmento dos “compactos premium”. Como já antecipamos no AUTOO, a fabricante trabalha no que é conhecido internamente como “Polo G”. Como a nova ordem da VW no Brasil é migrar sua linha para o uso da plataforma modular MQB, é bem possível que o hatch que você confere nas ilustrações abaixo empreste alguns elementos ao fruto desse novo projeto. Talvez o sucessor do Polo por aqui possa não ser tão avançado em termos de equipamentos quanto o europeu, porém certamente deverá resgatar valores como o bom acabamento e o comportamento dinâmico correto que fizeram do Polo um modelo muito bem aceito por aqui.