Os carros nacionais que se destacam em tecnologia

Modelos de Jeep e VW podem ser equipados com assistentes de condução de última geração
Assistentes de condução colaboram para deslocamentos mais confortáveis e seguros

Assistentes de condução colaboram para deslocamentos mais confortáveis e seguros | Imagem: Divulgação

Não só pensando em um público que preza por tecnologia, mas olhando em especial para o ganho considerável em segurança, as principais fabricantes globais em conjunto com seus fornecedores investem em assistentes de condução cada vez mais avançados, que não só facilitam a vida do motorista, mas, em especial, ajudam a evitar que distrações ou erros durante a condução se transformem em acidentes graves ou colisões severas.

Esses recursos ainda custam caro e geralmente costumam figuram em modelos premium, mas já é possível encontrar grande parte deles em automóveis produzidos no Brasil, como ocorre com o Jeep Compass e o Volkswagen Golf GTI.

No caso do Compass, a Jeep utiliza o bom nível de equipamentos do modelo para destacá-lo não só no segmento, mas no mercado de uma maneira geral para quem deseja um carro mais avançado. A partir da linha 2019, o SUV começou a oferecer o assistente de estacionamento como um item de série para as versões Limited e Trailhawk, que junta-se ao detector de pontos cegos como outra ferramenta importante em termos de tecnologia.

Para quem não está familiarizado com o assistente de estacionamento, o recurso, também conhecido como Park Assist, avalia o tamanho da vaga e assume a direção do automóvel, cabendo ao motorista seguir as orientações no painel que pedindo para avançar ou retroceder o veículo até a baliza estar concluída.

Outro ponto positivo é que a Jeep reduziu consideravelmente o valor de seu “Pack High Tech”, como é chamado o pacote que reúne outros assistentes de condução avançados para o Compass. Hoje em dia o opcional é tabelado em R$ 7.700 e acrescenta ao Compass Limited recursos como piloto automático adaptativo, alerta de mudança involuntária de faixa, alerta de colisão frontal com frenagem automática e a comutação automática para o facho alto dos faróis. Com o pacote, o preço do Jeep Compass Limited atinge R$ 154.690 com o motor 2.0 flex. É o valor mínimo que você precisa gastar para estacionar na garagem de casa um Compass com esse nível de tecnologia.

Além da maior eletrônica embarcada, é bom destacar que o Pack High Tech no caso do Compass Limited ainda acrescenta recursos importantes que facilitam o dia a dia com o veículo, tais como a abertura elétrica para a tampa do porta-malas, o banco do motorista com ajustes elétricos em oito posições, o sistema de som mais refinado com 506 W de potência, entre outros.

Para quem circula por estradas com frequência, o piloto automático adaptativo (também conhecido pela sigla ACC) é uma conveniência interessante, uma vez que, por meio de radares e sensores instalados no veículo, o ACC é capaz de manter a velocidade escolhida pelo motorista respeitando a distância de segurança correta em relação ao carro a frente forma automática, controlando a frenagem e a aceleração do automóvel. Já o alerta de colisão entra em funcionamento quando o carro aproxima-se perigosamente do veículo a frente, podendo realizar uma parada de emergência se for um sistema mais completo. Alguns deles, inclusive, detectam não só veículos, bem como pedestres e ciclistas.

Já a comutação automática para o facho alto dos faróis pode parecer um recurso que será pouco utilizado, mas ele aprimora muito a segurança em vias com pouca ou nenhuma iluminação e colabora para não ofuscar a visão dos motoristas trafegando em sentido contrário.

Tão bem equipado quanto o Jeep Compass Limited ou Trailhawk é o Volkswagen Golf GTI, única versão ainda produzida em São José dos Pinhais (PR). O modelo pode receber, por R$ 9.695, o “Pacote Premium GTI”, que é composto pelo ACC, assistente de estacionamento, farol alto com comutação automática, detector de fadiga e o alerta de colisão com frenagem autônoma de emergência. O opcional também acrescenta ao Golf GTI nacional o farol principal de LED, o qual oferece ótima durabilidade e um campo de iluminação aperfeiçoado.

Apenas colocando o Pacote Premium GTI, o preço do hatch alcança R$ 161.225 e, assim como no caso do Jeep Compass, vale muito a pena apesar do preço elevado pelo considerável ganho em segurança que proporciona a todos os ocupantes do veículo. O Golf GTI, de qualquer forma, ainda se notabiliza como um excelente esportivo graças ao seu motor 2.0 turbo de 230 cv e o acerto dinâmico exemplar.

Ainda dentro da gama Volkswagen, o T-Cross pode receber o assistente de estacionamento como um opcional a partir da versão Comfortline, no caso o “Pacote Premium” de R$ 6.050.

Em um patamar bem acima do T-Cross em termos de tamanho, o Chevrolet Trailblazer Premier 2020, conta com recursos como os alertas de desvio de faixa e de colisão frontal, monitoramento de pontos cegos e o alerta de movimentação traseira.

Ele não chega a oferecer o mesmo que Compass e Golf em termos de eletrônica embarcada, mas vale uma observação envolvendo o Nissan Kicks. Com o início da produção do SUV compacto em Resende (RJ) a partir de 2017, a configuração topo de linha do Kicks pode receber como opcional o alerta de colisão com frenagem automática. O Kicks SL Pack Tech é tabelado hoje em dia em R$ 105.190, uma diferença de apenas R$ 2.400 para a versão SL sem o recurso e que vale cada centavo investido.

Por fim, outro modelo também produzido no Rio de Janeiro e que vai bem quando o assunto é o nível de tecnologia é o Citroën C4 Cactus. Na sua versão mais cara, a Shine Pack 1.6 THP de R$ 99.990, o modelo mais recente da Citroën no país sai de fábrica com o alerta de colisão com frenagem automática, aviso de saída involuntária da faixa de rodagem (sem correção automática) e o detector de fadiga e desatenção do motorista. 

Assine a newsletter semanal do AUTOO!