Para o Brasil e demais países emergentes: Citroën já testa sua nova família de compactos

Chamada internamente de família ''C-Cubed'', produtos devem ser lançados a partir de 2021
Acima o C3 Aircross europeu: elementos de design deverão figurar na gama de baixo custo indiana

Acima o C3 Aircross europeu: elementos de design deverão figurar na gama de baixo custo indiana | Imagem: Divulgação

Diretamente da Índia, começam a surgir mais informações sobre a importante família de compactos que a Citroën desenvolve para mercados emergentes, algo, portanto, que diz respeito também ao nosso país e nos pede uma atenção especial.

O país asiático foi o escolhido para ser o responsável por boa parte do desenvolvimento da nova gama não só pelo crescimento econômico e do seu mercado automotivo nos últimos anos, bem como graças a uma parceria entre a Peugeot Citroën e a Tata.

Segundo informações de bastidores da imprensa especializada indiana, essa nova gama está sendo chamada pela Citroën de “C-Cubed”, um acrônimo da marca para “Cool, Comfort, Clever” ou descolado, confortável e inteligente em uma tradução livre.

A ideia é que a nova gama seja composta por três modelos: um hatch, um SUV pequeno e um sedan de porte ainda não muito claro.

É praticamente certo que a Citroën vai adotar uma versão simplificada de sua plataforma CMP para usar como base para essa nova família de modelos. O SUV pequeno, que adota o nome de projeto C21, já está em desenvolvimento e essa arquitetura é validada em alguns protótipos (as famosas “mulas” no jargão automotivo) usando modelos atuais da gama Peugeot Citroën.

Pelo menos no mercado indiano, a expectativa é que caberá a esse inédito SUV pequeno estrear a nova família já em 2021. Em seguida será lançado o hatch de pequeno porte seguido pelo sedan. Não se sabe ao certo se esse futuro três volumes terá porte compacto ou mais semelhante ao modelos compactos-médios como o Toyota Yaris Sedã, Honda City, entre outros.

Aqui no Brasil, a tendência é que o futuro SUV ocupe o nicho de mercado do Citroën Aircross, sendo posicionado em um segmento um pouco abaixo dos SUVs compactos atuais em termos de tamanho e preço. O hatch entrará no lugar do C3 nacional e talvez o sedan também seja produzido por aqui uma vez que a Peugeot Citroën hoje não mais atua na categoria. Modelos como o Chevrolet Onix Plus provam que existe demanda por parte dos brasileiros para automóveis com essa proposta, apesar dos utilitários esportivos hoje em dia dominarem a cena.

É fato que a Citroën aqui no Brasil clama por uma renovação profunda de sua gama, uma vez que hoje em dia só o C4 Cactus consegue ser competitivo. A previsão é que os novos modelos baseados na gama que está sendo desenvolvida na Índia sejam lançados no Brasil a partir de 2021. Tudo isso, é claro, se a pandemia da Covid-19 não atrasar o tempo de desenvolvimento das novidades. Vamos acompanhar todos os detalhes e seguiremos reportando aqui no Autoo. Confira! 

Acima uma
Acima uma "mula" utilizada para o desenvolvimento da nova família de compactos da Citroën
Imagem: RushLane

Assine a newsletter semanal do AUTOO!