Perto de mudar, Fit nacional chega a 500 mil unidades

Carro produzido há 11 anos em Sumaré (SP) está prestes a avançar para a terceira geração

Honda Fit 2013 | Imagem: Honda

A Honda precisou de 11 anos para produzir 500 mil unidades do Fit no Brasil. A marca de meio milhão de monovolumes fabricados em Sumaré (SP) foi alcançada nesta semana e pouco antes da terceira geração do carro chegar ao País.
 
Com estreia prevista para maio deste ano, o modelo renovado será produzido na nova fábrica que a Honda está construindo em Itirapina (SP). O espaço na planta em Sumaré será ocupado pela versão nacional do jipinho Vezel, que será lançado no mercado nacional em 2015.

História

Trazido inicialmente em 2003, o Fit trabalhava com motorização 1.4, câmbio automático CVT e ainda trazia itens como air bag, direção elétrica, ar condicionado e, na versão mais completa, ABS com EBD e computador de bordo.

Em 2005, o Fit passou por sua primeira mudança no Brasil, recebendo uma nova versão com motorização 1.5 de 105 cv. Dois anos depois a maior novidade foi o fato de o modelo ter adotado a tecnologia “flex”.

Já em outubro de 2008, o Fit no Brasil chegou à sua segunda geração. Chamado agora de New Fit, o modelo adotou novo design, além de trazer tecnologias, segundo a Honda, inéditas no segmento, como o câmbio automático de cinco marchas.

Veja também: Os carros que chegam ao Brasil em 2014

A primeira mudança que a segunda geração do Fit recebeu no país foi em 2011, quando o modelo adotou uma nova versão de entrada, chamada de DX e que introduzia itens básicos ao veículo, como calotas e motor menos potente.

Já 2013 foi um ano representativo para o Honda Fit. O modelo recebeu design atualizado e teve seu tanque de combustível ampliado. Além disso, o Honda Fit ganhou uma versão aventureira, a Fit Twist. Nela, o monovolume ganhou diversos apliques de plástico na carroceira, entre outras mudanças, seguindo o estilo “cross” adotado por alguns concorrentes. 

Assine a newsletter semanal do AUTOO!