O CEO da Peugeot, Carlos Tavares, afirmou que a PSA está procurando novos parceiros da indústria automotiva e duas gigantes do setor estão na mira do conglomerado francês: A Fiat Chrysler Automobiles (FCA) e a Jaguar Land Rover. E os possíveis acordos são encorajados pela família Peugeot: "apoiamos o projeto da Opel desde o início. Se surgir outra oportunidade, não estaremos freando, Carlos sabe disso. A operação da Opel é um sucesso excepcional", disse Robert Peugeot.

A família Peugeot é um dos três maiores acionistas do Grupo PSA Peugeot Citroën, envolvendo ainda o governo francês, com investimentos do Banco Bpifrance, e a montadora chinesa Dongfeng Motor. A Fiat Chrysler não comentou a afirmação de Robert Peugeot para o jornal Les Echos.

O principal motivo com relação à parceria é para atingir algumas metas, como o controle de emissões, desenvolvimento de veículos elétricos e autônomos, além de diversas pesquisas. Contudo, a Peugeot sabe que necessita de investimento e, como uma montadora mediana, não consegue competir com gigantes como o Grupo Volkswagen, Renault-Nissan e Toyota. Para tanto, comprou a operação da Opel-Vauxhall da Chevrolet em 2017 e aumentou sua lucratividade.

As possibilidades ainda estão abertas, mas há uma certeza: a Peugeot quer fazer parceria com montadoras que tenham grande fatia do mercado norte-americano, como FCA, Chevrolet ou Jaguar Land Rover. O CEO da Fiat afirmou, no Salão de Genebra, que está de olho em "qualquer acordo que faça a Fiat mais forte." Aguardemos os próximos capítulos.

Vinicius Montoia

Formado pela PUC-SP em jornalismo, Vinicius já atua no setor automobilístico desde 2013. É criador do canal Narração Esportiva do Youtube, projeto que conta a história dos maiores narradores esportivos do país

Vinicius Montoia | https://www.youtube.com/channel/UC2lKRtZdmSdMRJZ8Pim78Fw