Quais são as versões mais vendidas entre os carros mais vendidos? - parte 2

Confira a segunda parte de nosso especial, hoje analisando do 5º ao 10º colocado no ranking de vendas
Toyota Corolla 2018

Toyota Corolla 2018 | Imagem: Divulgação

Dando continuidade ao nosso especial analisando as versões mais vendidas entre os modelos mais procurados do mercado brasileiro, nesta terça-feira (12) vamos analisar os modelos que no acumulado de vendas deste ano figuram da 5ª até a 10ª posições, sempre de acordo com o ranking de vendas elaborado pelo AUTOO. Para a distribuição dos percentuais de participação de cada versão, estamos levando em consideração o volume de vendas registrado em novembro. Vamos aos números!

Chevrolet Prisma

Depois do predomínio dos hatches na primeira parte de nosso especial, o Prisma é o primeiro sedã a figurar em nosso levantamento.

Em relação ao Onix, o Prisma conta com um leque de versões melhor distribuído em termos de venda. A versão de entrada Joy 1.0, que ainda figura com o visual pré-facelift do modelo, responde por 32,2% das vendas do modelo.

Curioso notar que, em segundo lugar, já figura a versão topo de linha do seda, no caso a LTZ 1.4 automática, com outros 19,4%. Logo depois a preferência dos consumidores recai pelas opções LTZ 1.4 manual (19,2%), LT 1.4 manual (17,7%) e a LT 1.4 automática fechando a lista com 11,3%.

Toyota Corolla

Atualmente ocupando o posto de 7º automóvel mais vendido do Brasil, o Toyota Corolla é um verdadeiro xodó no país. Mesmo com o preço inicial do modelo encostando nos R$ 100.000, a fama que o modelo conquistou por aqui não torna a questão financeira um impeditivo para o sucesso do sedã médio por aqui.

Prova disso é que a versão mais procurada do Corolla no Brasil é a intermediária XEi, que responde por 47,2% das vendas. Logo depois figura a versão de entrada GLi, que conta com motor 1.8 16V, 41,2% dos emplacamentos do sedã médio.

A opção de apelo esportivo XRS, que, assim como a XEi sai de fábrica com o propulsor 2.0 16V, é a escolha de 7,1% dos consumidores do Toyota Corolla no Brasil. Já apenas 4,4% do público está disposto a partir para a versão Altis, a topo de linha do modelo no Brasil.

Fiat Mobi

O Mobi começou de forma discreta no mercado, mas hoje vende volumes consideráveis a cada mês, o que lhe permitiu alcançar o posto de 8º veículo mais emplacado em nosso país.

Detalhe interessante no caso do Mobi é que, ao contrário do que geralmente ocorre nos demais hatches com alto volume de venda, é a versão intermediária do Mobi que é a mais procurada. Principalmente após a chegada do Renault Kwid, a Fiat promoveu um reposicionamento de preço da versão Like, a qual conta com ar-condicionado, direção hidráulica, travas e vidros elétricos, dentre outros itens. Com isso, em novembro ela respondeu por 52,1% dos emplacamentos do Mobi.

Em segundo lugar aparece a versão Drive, que se diferencia por oferecer o motor 1.0 tricilíndrico, mais moderno e eficiente, enquanto as demais ainda contam com o propulsor 4 cilindros de igual deslocamento. O Mobi Drive conta com 18,5% de participação.

Só em terceiro lugar aparece a versão de entrada Easy, obtendo 13,9% da procura pelo Mobi. A opção “aventureira” Way conta com 10,3% de participação, seguida pela variante Drive GSR, que conta com câmbio automatizado, registrando 5% dos emplacamentos.

Fiat Strada

Sempre muito procurada em especial como veículo de trabalho, a Strada é um modelo com ótima aceitação no Brasil.

E, como não poderia ser diferente, sua versão cabine simples Hard Working, é a mais procurada sendo responsável por 55,4% do que a Strada vendeu em novembro deste ano.

Logo depois figura a versão Hard Working com a maior versatilidade oferecida pela cabine dupla, com 24,2% da procura pela Strada. A carroceria cabine estendida, também baseada na configuração Hard Working, é a responsável por outros 7,7%.

Por fim figuram as versões Working, a mais acessível da picape, com 6,9% dos emplacamentos, seguida pela topo de linha Adventure cabine dupla com outros 4,3% e a Adventure cabine estendida com apenas 1,2% das vendas.

Fiat Toro

Tirando a versão de entrada Freedom 1.8 automática, que é a opção mais vendida da Toro com 47,7% de tudo o que a picape comercializou em novembro deste ano, a distribuição da procura entre os demais catálogos da Toro é bem equilibrada.

Em segundo lugar figura a configuração topo de linha Volcano, com motor 2.0 turbodiesel, câmbio automático de 9 marchas e tração 4x4, com participação de 23,5% nos emplacamentos. Outra configuração da picape com a caixa automática de 9 marchas, no caso a Freedom 2.4 flex, responde por outros 10,7% do total negociado da picape.

Na sequência estão as versões Freedom 2.0 diesel manual 4x4 (7,2%), a Freedom 2.0 diesel manual com tração dianteira (5,3%), Freedom 2.0 turbodiesel automática 4x4 (3,5%) e a opção Blackjack, revelada em setembro deste ano, com 1,8% dos emplacamentos.

E lembre-se, caso você não tenha visto a primeira parte de nosso especial basta clicar aqui.

Toyota Corolla 2018

Toyota Corolla 2018

Assine a newsletter semanal do AUTOO!