R$ 55 mil: Cruze Sedan usado sai pela metade do preço de um Onix Plus novo

Apesar de gastão, motor 1.8 16V do sedã médio da Chevrolet é fácil de manter e tem bom fôlego
Chevrolet Cruze 2016

Chevrolet Cruze 2016 | Imagem: Divulgação

O Cruze foi lançado no Brasil no final de 2011 como linha 2012 para ocupar a lacuna deixada pelo defasado Vectra que já não demonstrava fôlego perante o Honda Civic e Toyota Corolla. Nessa geração o sedã médio da Chevrolet tem motor 1.8 Ecotec flex, de até 144 cv e 18,9 kgfm, com opções do câmbio manual ou automático, ambos com seis marchas.

Com bom espaço interno e equipamentos, o Cruze nacional pode ser encontrado usado por um valor equivalente à metade de um Onix Plus novo, sedã compacto da marca.

VEJA TAMBÉM:

Em termos de equipamentos, desde a versão de entrada LT já traz ar-condicionado, direção elétrica, controlador de velocidade (vulgo piloto automático), quatro airbags, controle eletrônico de estabilidade (ESP), controle de tração (TCS), freios ABS com distribuição eletrônica de frenagem (EBD), entre outros itens. A mais completa LTZ agrega bancos de couro, retrovisores externos com rebatimento elétrico, dois airbags do tipo cortina, sensor de estacionamento traseiro, partida por meio de botão, sistema multimídia e navegador GPS integrado com tela de 7 polegadas.

Para a linha 2015, o conjunto frontal foi redesenhado e ganhou luzes diurnas de LEDs. Outra mudança visível vinha do novo jogo de rodas de 17 polegadas. Já o propulsor Ecotec 1.8 16V, apesar de ter mantido os números de potências e torques, foi recalibrado para ganhar maior desempenho nas acelerações. Outra mudança ocorreu no câmbio GF6-2 que passou a efetuar trocas 50% mais rápidas. 

Na lista de equipamentos, as duas versões receberam vidros elétricos com fechamento automático ao travar as portas, mas a opção de ligar o motor e acionar o ar-condicionado automaticamente por controle remoto era exclusividade da LTZ. 

Prestes a ganhar a segunda geração, em 2015, o Cruze ainda incorporaria o sistema OnStar, com diversos serviços de conectividade, informações, segurança e emergência. Ainda neste último ano da primeira geração, o câmbio manual deixou de ser oferecido.

  

PONTOS A SEREM VISTOS ANTES DA COMPRA

Chevrolet Cruze Sport6 2016
Chevrolet Cruze já tem central multimídia e volante multifuncional entre os itens disponíveis
Imagem: Divulgação
  •  Banco do motorista 

Apesar de mais comum nos modelos mais novos, o banco do motorista pode apresentar barulhos nos da primeira geração também. Geralmente o indesejável ruído acontece no banco do passageiro e quando não há ninguém sentado no mesmo. Uma dica simples é a aplicação de feltro adesivo nas extremidades de cada um dos lados do trilho.

  • Diafragma da tampa de válvulas

Bastante frágil, o diafragma da tampa de válvulas rasga com facilidade, independente da manutenção, se esta foi feita ou não. A peça não é cara - custa R$ 120 uma original - e assim que notar algo estranho, providencie a troca imediatamente para evitar prejuízos maiores. Os primeiros sintomas são a luz da injeção eletrônica acesa no painel, marcha lenta oscilando e fumaça branca saindo pelo escapamento. 

  •  Ar-condicionado

Ainda que não seja um problema muito comum, já houve alguns casos de falha do funcionamento do sistema, em sua maioria ocasionado por conta do compressor. Se esta for a causa da interrupção do funcionamento do ar-condicionado, prepare-se para desembolsar mais de R$ 1.500 por um compressor novo.

  • Câmbio automático

Já houve inúmeras reclamações a respeito da transmissão automática do Cruze, principalmente o dos primeiros anos de produção. Travamento e trancos são alguns dos pontos mais críticos apontados pelos seus donos cuja solução, em alguns casos, foi a reprogramação ou mesmo a troca do módulo. 

  • Recall

Certifique-se de que o Cruze que está comprando é uma das unidades convocadas para a substituição do filtro de combustível e da troca do airbag do motorista. Para isso, basta acessar o site  e digitar os 17 caracteres, entre letras e números, que compõem o chassi. Vale ressaltar que o recall não tem prazo de validade e o conserto é gratuito em qualquer autorizada da Chevrolet.

 

QUAL VERSÃO NÓS RECOMENDAMOS

Chevrolet Cruze 2016
Chevrolet Cruze na versão sedã vem com porta-malas com 450 litros de capacidade
Imagem: Divulgação

Visando mais agilidade e melhor desempenho, sem dúvida, as melhores pedidas são as opções equipadas com câmbio manual de seis marchas. Tudo bem que você vai abrir mão do conforto das trocas automáticas, mas, por outro lado, terá menos preocupação com a manutenção da polêmica transmissão automática.

Além disso, as opções mecânicas tendem, por lógica, a serem mais econômicas. É possível encontrar unidades a partir de R$ 55 mil, com bom pacote de equipamentos.

Siga o AUTOO nas redes: WhatsApp | LinkedIn | Youtube | Facebook | Twitter

 

Chevrolet Cruze 2016

Chevrolet Cruze 2016

Fernando Garcia

Especialista em análises do mercado de veículos usados, Fernando Garcia tem passagens por revistas automobilísticas e no AUTOO traz vários artigos especiais com curiosidades, serviços e dicas.

Recomendados por AUTOO

Youtube
RAM Rampage Laramie a diesel

RAM Rampage Laramie a diesel

Será que ainda é vantajoso ter picape com motor turbodiesel?
Aviação
Força Aérea Brasileira confirma: quer caças F-16 dos EUA

Força Aérea Brasileira confirma: quer caças F-16 dos EUA

Mas nega que isso possa atrapalhar operação dos novos Gripen suecos
MOTOO
A partir de R$ 8,5 mil: motos Shineray, Honda e Yamaha

A partir de R$ 8,5 mil: motos Shineray, Honda e Yamaha

Lista reúne as 10 motos mais baratas do Brasil em maio de 2024. Descubra as opções