Renault Clio chega à linha 2012

À espera do seu substituto, modelo de entrada da marca francesa ganha mudanças (muito) sutis

Renault Clio 2012 | Imagem: Divulgação

Enquanto aguarda seu substituto, o Renault Clio acaba de entrar na linha 2012 sem grandes mudanças visuais. As alterações exteriores limitaram-se à centralização da identificação do modelo na tampa do porta-malas - solução vista em modelos como Fluence, Mégane GT e Symbol, por exemplo - e o repetidor do pisca lateral, que foi substituído por uma plaqueta com o nome do carro.

No interior, mudanças apenas no padrão dos tecidos dos bancos e no painel de instrumentos, que agora é o mesmo utilizado na linha Logan/Sandero em que a marcação do nível do tanque de combustível e da temperatura do motor é digital.

Veja também: Renault fará novo compacto no Brasil

Curiosidade à parte, esse mesmo painel equipava o Clio Campus que era vendido na Europa. Entre os itens de série, o modelo conta com desembaçador de vidro traseiro, vidros verdes, banco traseiro rebatível e alarme sonoro de advertência de luzes acesas.

A direção hidráulica agora é um opcional livre, que pode ser adquirido sem a necessidade de levar para casa um pacote de itens, às vezes desnecessários e contra a própria vontade. Coisa que a maioria das montadoras – inclusive a própria Renault – faz com seus modelos.

O Renault Clio 2012 continua sendo equipado com o motor 1.0 16V Hi-Flex que desenvolve 76 cv, quando abastecido com gasolina, e 77 cv, quando com etanol. O modelo conta com garantia de três anos e até o dia 02 de fevereiro de 2012 a marca oferecerá a versão duas portas a partir de R$ 22.990.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!