Renault cogita sedã derivado do Kwid. SUV estreia em junho na Índia

Modelo de entrada na Índia já ganhou versão minivan e deve ganhar uma variante extra sobre a mesma plataforma do hatch
Acima o conceito K-ZE: inspiração para o futuro facelift do Kwid

Acima o conceito K-ZE: inspiração para o futuro facelift do Kwid | Imagem: Divulgação

Com as vendas em alta na Índia, a Renault pode estar planejando um crescimento para a família do Kwid naquele mercado. O hatch de entrada já ganhou uma versão minivan, a Triber, com opção de até sete lugares por lá e, até junho de 2020, uma nova variante da plataforma CMF-A+ do Kwid deverá ser lançada para concorrer com SUVs de entrada indianos.

O utilitário esportivo, que até o momento está sendo chamado internamente de HBC, deverá chegar com design mais agressivo para atrair compradores de modelos rivais, como o Hyundai Venue (mini-Creta), Ford EcoSport e o Maruti Suzuki Vitara Breezza. De acordo com o site Indian Autos Blog, a novidade deverá contar com faróis divididos, formando um duplo conjunto óptico, e ter menos de 4 metros de comprimento para se beneficiar de taxações menores na Índia.

Além do SUV, a plataforma CMF-A+ do Kwid indiano também poderá dar origem a um sedã encurtado para manter os benefícios tributários para carros de até 4 m de comprimento. Ele deverá trazer um visual similar ao do SUV na dianteira e que aparecerá pela primeira vez na apresentação do facelift para o Kwid hatch.

A motorização ainda não está confirmada, mas a imprensa indiana especula que a dupla de novidades na família Kwid deverá trazer sob o capô alguma variação do motor 1.0 de três cilindros que, diferentemente do modelo brasileiro, será turbinado e dotado de comando de válvulas duplo variável. O câmbio inicialmente será o manual de cinco velocidades, mas a Renault estaria cogitando um CVT automático para rivalizar com o que é oferecido pelos concorrentes naquele mercado.

 

 

Assine a newsletter semanal do AUTOO!