Saab retoma produção de automóveis

Marca sueca reativa sua linha de montagem após encerrar atividades em 2012

Primeiro Saab 9-3 deixa a linha de produção na Suécia | Imagem: Saab

A Saab, fabricante sueca de automóveis, voltou a produzir após um período de inatividade. A companhia decretou falência em dezembro de 2011 e, após um período de cerca de um ano, foi vendida para o grupo sino-japonês National Eletric Vehicle Sweden (NEVS).

A NEVS prometeu, após a compra da Saab, lançar seu primeiro modelo elétrico no início de 2014. O novo carro seria baseado no modelo 9-3, já produzido pelos suecos. E eles não estavam totalmente errados.

Os primeiros veículos saíram da linha de produção da cidade de Trollhattan, na Suécia, esta semana. É verdade que eles não serão vendidos, afinal são veículos para testes. Outro inconveniente é que os novos carros ainda são movidos a gasolina. E, aparentemente, eles são idênticos ao modelo 9-3 produzido até 2011.

Veja também: Volvo deixa hamster guiar um caminhão

Os planos da nova Saab são ambiciosos para quem parecia apenas parte da história. A companhia afirma que sua meta para 2016 é fabricar 120 mil unidades do 9-3 (elétrico ou não, ainda não foi confirmado). Os novos veículos deverão ser comercializados, inicialmente, apenas na China e na Europa.

Uma curiosidade é que os veículos que saíram da fábrica levam um novo logo da Saab. Por questões internas, a divisão de caminhões da marca, que pertence a Scania, já utiliza o símbolo e não pretende compartilhá-lo com seus novos colegas de estrada.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!