Segmento de carros usados atingiu o ''novo normal'', analisa Fenauto

Federação que reúne revendedores aponta para a normalização do setor a partir deste mês
Mercado

Mercado | Imagem: Agência Brasil

Notícia animadora no segmento de veículos usados. De acordo com atualização recente da Fenauto (Federação Nacional das Associações dos Revendedores de Veículos Automotores) as vendas de veículos usados e seminovos atingiram o patamar anterior à pandemia, chegando ao que pode ser classificado como o "novo normal" para o segmento.

Na segunda semana deste mês, o mercado bateu a marca de 60 mil unidades transferidas diariamente, volume semelhante ao registrado na primeira quinzena de março neste ano, o melhor para 2020 até o momento. O volume, comparativamente à primeira semana de agosto, acelerou e ficou positivo em 7,12%. 

Com os números normalizados, acrescenta a entidade que representa o segmento de lojistas multimarcas, o desafio a ser enfrentado agora é a falta de veículos no mercado para atender à demanda.

Esse ótimo resultado, mostra a força do setor e sua capacidade de recuperação após um período prolongado de isolamento e fechamento do comércio. As perspectivas continuam otimistas com a diminuição da velocidade da propagação do vírus em vários estados, além do relaxamento da quarentena em vários setores da economia. Nosso segmento reagiu muito rapidamente à questão do isolamento social e a quarentena imposta, valendo-se mais intensamente de ferramentas digitais para continuar operando e mantendo um contato mais ativo com os potenciais clientes. Entendemos que o consumidor não desistiu de comprar um carro, apenas adiou a decisão e, agora, está procurando as lojas para encontrar o veículo que deseja”, analisa Ilídio dos Santos, presidente da Fenauto. 

Usados: público busca levantar dinheiro vendendo o carro atual
Usados: média diária de transferências já chegou em níveis pré-pandemia 
Imagem: Agência Brasil