A Mercedes-Benz já apresentou quase toda a linha de compactos para o mercado mundial. Só falta a reestilização do GLA. A segunda geração do crossover apareceu em testes, mas totalmente camuflada no começo deste ano.

É bastante provável que ele siga o hatch do qual é um derivado, com o mesmo desenho de faróis e lanternas vistos no Classe A. Os faróis têm o mesmo formato e luz de rodagem diurna de LED, como um bumerangue. A grade será praticamente a mesma do hatch. Nas projeções feitas pelo site russo Kolesa é possível notar um bom resumo do que poderemos encontrar na segunda geração do GLA. 

Apesar de dar uma identidade mais robusta para o modelo, o design traseiro e lateral seguem DNA visto no Classe A. As lanternas serão as mesmas adotadas pelo irmão menor e o único destaque vai para as caixas de roda, que receberão acabamento plástico para dar um ar de utilitário esportivo ao GLA.

Os retrovisores externos devem se distinguir do hatch e há ainda uma “terceira janela” na lateral, também devido ao maior comprimento do crossover. O modelo deve ter, na Europa, o motor 1.3 a gasolina desenvolvido em parceria com a Renault. Além dele, as versões GLA 35 e GLA 45 poderão entregar 302 e 416 cv, respectivamente.

O GLA compete com o Audi Q2 (que não é vendido no Brasil) e BMW X2, deixando que o novo GLB dispute mercado com Q3 e X1. O novo GLA será apresentado até o final do ano.
 

 

Acima projeção do site russo Kolesa antecipando a segunda geração do Mercedes-Benz GLA
Acima projeção do site russo Kolesa antecipando a segunda geração do Mercedes-Benz GLA
Imagem: Kolesa

 

Vinicius Montoia

Formado pela PUC-SP em jornalismo, Vinicius já atua no setor automobilístico desde 2013. É criador do canal Narração Esportiva do Youtube, projeto que conta a história dos maiores narradores esportivos do país

Vinicius Montoia | https://www.youtube.com/channel/UC2lKRtZdmSdMRJZ8Pim78Fw