Que a Ferrari trabalha no desenvolvimento do sucessor do Enzo não é mais novidade, até porque o modelo será apresentado já em 2012. O que surpreende mesmo é que o diretor-executivo da marca, Amadeu Felisa, declarou a edição norte-americana da revista Car and Driver, que o futuro modelo terá motor V12 central e que a marca já testa protótipos com sistema híbrido.

Felisa fala que a Ferrari está focada no aumento de eficiência dos motores, e não somente no desempenho, e que o conhecimento adquirido na utilização do KERS (sistema de recuperação de energia cinética) na equipe de Fórmula 1 será relevante para introdução do mesmo equipamento em carros de rua, afim de ajudar a reduzir o consumo e a emissão de gases, diferente da competição onde o sistema é utilizado para aumento de potência.

O executivo da marca ainda revelou que o novo superesportivo utilizará alumínio em sua carroceria, mas a utilização de fibra de carbono não está descartada podendo ser usada em versões especiais do modelo.

Outra novidade adiantada por Felisa é a respeito do substituto da Ferrari 599. O futuro superesportivo da marca continuará com motor central-dianteiro, mas a potência desse motor deverá girar em torno dos 700 cv, ou 80 cv a mais que o motor V12 6.0 utilizado pelo atual 599. Esse motor ainda pode utilizar ligas de alumínio em sua estrutura, podendo ser uma resposta da Ferrari ao Lamborghini Aventador.

Jair Oliveira

|