T-Cross, nova picape... entenda como ficará a nova linha VW até 2020

Alemã vai promover uma ampla renovação em sua gama até o fim da década; saiba quais são os modelos que chegam
Volkswagen T-Cross Breeze (conceito)

Volkswagen T-Cross Breeze (conceito) | Imagem: Divulgação

Não tem jeito: no mundo do jornalismo automotivo muitas vezes precisamos trabalhar com especulações, filtrar alguns rumores e batalhar para conseguir informações sobre os lançamentos futuros de cada uma das marcas. No atual momento brasileiro, quem está conseguindo se destacar nesse assunto é a Volkswagen, que não esconde sua pretensão de retomar a liderança em vendas no mercado brasileiro. Em 2016, como você pode conferir em nosso ranking, a Volkswagen foi a terceira marca em volume de vendas no país. 

Para tanto a fabricante alemã prepara uma ofensiva de novidades como nunca havia feito em nosso mercado, buscando oferecer produtos bem mais modernos, seguros e alinhados com as novas tendências do mercado.

Com isso, a partir da nova geração do Polo, veremos a chegada de um total de 20 novos veículos até encerramos 2020, sendo que 13 deles serão feitos aqui no Brasil e outros dois modelos produzidos na Argentina.

Partindo para os carros nacionais, além do Polo, o recém-apresentado sedã Virtus fará companhia ao modelo na linha de São Bernardo do Campo (SP) a partir de janeiro do ano que vem, sendo que a família vai crescer com a chegada do SUV compacto T-Cross, confirmado pelo presidente da Volkswagen do Brasil, Pablo Di Si, para estrear nas concessionárias no segundo semestre de 2018. O conceito revelado na Europa, que você confere na galeria de fotos, nos adianta como serão suas formas finais. O T-Cross será produzido em São José dos Pinhais (PR), na companhia de uma inédita picape compacta-média que a Volkswagen está desenvolvendo com foco em modelos como a Fiat Toro e a Renault Duster Oroch. Com isso, já somamos quatro novidades da linha VW, todos baseados na arquitetura modular MQB e trazendo diferenciais como o motor 1.0 TSI ou até mesmo o também nacional 1.4 TSI, propulsores que se destacam pela elevada eficiência e alto nível de sofisticação. 

Ainda na linha dos futuros novos modelos da Volkswagen produzidos no Brasil, também podemos contar com a nacionalização do novo Jetta, que será revelado ainda neste ano nos EUA. Maior e mais sofisticado, o sedã médio deverá dar um novo fôlego à Volkswagen na categoria. 

Com mais de R$ 2 bilhões anunciados para modernizar suas operações na Argentina, é de lá que a Volkswagen deverá iniciar a produção de seu futuro SUV médio, que ambiciona repetir o enorme feito comercial do Jeep Compass, atualmente o utilitário esportivo mais vendido no Brasil. É bem possível que esse novo SUV utilize o nome Tharu em nossa região. Ainda nos resta saber qual seria esse segundo modelo produzido pelos hermanos. Talvez apostar em uma nova geração da Amarok entrando nessa conta pode ser algo bem plausível. 

Na gama de importados, ainda no começo de 2018 já está há um bom tempo confirmada para o Brasil a estreia da nova geração do Tiguan em sua versão com entre-eixos alongado e espaço para 7 pessoas. Também no mesmo ano, a Volkswagen surpreendeu e promete o lançamento do elétrico e-Golf e do híbrido Golf GTE em nosso país. Já mais para o fim da década, podemos esperar a chegada da nova geração do Touareg, SUV de grande porte que funciona como um carro de imagem para a VW por aqui.

Se Polo, Virtus, T-Cross, a nova picape compacta-média e Jetta somam cinco novos produtos, para atingirmos a conta de 13 novidades produzidas no Brasil é possível que a Volkswagen considere entre os outros oito lançamentos algumas atualizações na linha Gol, up!, Saveiro e demais modelos que seguirão em linha, bem como a estreia de versões ou séries especiais para esses automóveis. De qualquer maneira, vamos acompanhar de perto essa formação da nova linha Volkswagen no Brasil e traremos todas as novidades aqui no AUTOO.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!