Taos não acaba com Tiguan Allspace na região, mas SUV terá novidades

Linha 2021 do VW estreia na Argentina com versões reposicionadas
Volkswagen Tiguan Allspace 2018

Volkswagen Tiguan Allspace 2018 | Imagem: Divulgação

Enquanto aqui no Brasil o Tiguan Allspace ainda é comercializado como modelo 2020, na semana passada o SUV médio estreou a linha 2021 na Argentina trazendo uma interessante revisão em seu leque de versões. As medidas são necessárias uma vez que, a partir de junho, o Taos deverá chegar ao mercado e atuar em uma faixa de preços próxima com a qual o Tiguan Allspace transita hoje em dia.

Aqui no Brasil, o Tiguan Allspace parte de R$ 146.880 em seu catálogo 250 TSI com 5 lugares e atinge R$ 223.340 na opção topo de linha R-Line 350 TSI com teto solar panorâmico, seu único opcional disponível. Na variante topo de linha, o Tiguan Allspace chega ao Brasil importado do México com 7 lugares, motor 2.0 turbo de 220 cv, tração integral e câmbio de dupla embreagem com 7 marchas.

Na Argentina, o Tiguan Allspace 2021 estreou com um interessante rearranjo das versões, o qual poderia muito bem ser estendido ao Brasil. Por lá, o catálogo 250 TSI de entrada agora é oferecido com 7 lugares, enquanto a variante intermediária Comfortline, hoje vendida no Brasil com motor 1.4 turbo, passa a contar com o conjunto mecânico até então aplicado na versão topo de linha do SUV. Portanto, a partir de agora no país vizinho o Tiguan Allspace Comfortline e o Highline (equivalente ao nosso R-Line) serão comercializados com o 2.0 TSI sob o capô.

A nova disposição de versões faz bastante sentido considerando a introdução do Taos na região. Apesar de ser bem menor em relação ao Tiguan Allspace (o Taos terá 4,46 m de comprimento contra 4,70 m do Tiguan Allspace), de fato faria pouco sentido a Volkswagen seguir importando o Tiguan Allspace em sua variante com duas fileiras de assentos uma vez que o Taos promete oferecer uma cabine ampla e confortável para 5 passageiros.

Volkswagen Tiguan Allspace 2019
Tiguan Allspace: com 4,70 m de comprimento, SUV tem porte superior em relação ao Taos
Imagem: Divulgação

Em paralelo, também está confirmado que o Taos argentino será produzido somente com motor 1.4 TSI e câmbio automático de 6 marchas, portanto adicionar o 2.0 TSI ao Tiguan Allspace Comfortline é outra medida correta por parte da Volkswagen, já que colabora para uma distinção ainda mais clara entre os dois SUVs médios.

Considerando a proximidade dos dois mercados, é provável que a Volkswagen repita no mercado brasileiro, em breve, a mesma estratégia recém-inaugurada para o Tiguan Allspace na Argentina. Vamos acompanhar de perto!

Volkswagen Tiguan Allspace 2019
Opção do motor 1.4 TSI ficará restrita ao catálogo de entrada do SUV na Argentina, que passa a contar com 7 lugares
Imagem: Divulgação