Melhores, mais eficientes e por isso mesmo cada vez mais difundidas, as transmissões automáticas estão se tornando bem mais populares em qualquer segmento aqui no Brasil. Além de oferecer mais conforto no uso urbano, o que por si só convence muita gente a migrar para esse tipo de câmbio, a procura por essa transmissão também aumenta na medida em que o público de pessoas com deficiência (PCD) passa a responder por uma parcela significativa de compradores de carros novos. A compra com isenção, como é mais conhecida, fica com cerca de 7% mercado hoje em dia.

Na linha Ford, a estratégia da marca sempre foi posicionar o Fiesta como sendo o modelo destinado ao consumidor que entrasse em uma concessionária da marca de olho em um hatch automático, deixando o Ka focado para atender aos clientes em busca de um modelo mais barato, sobretudo com motor 1.0.

Mas se Chevrolet Onix e Hyundai HB20 contam com versões automáticas, não faz sentido a Ford deixar o Ka fora desse importante nicho de mercado, não é mesmo? Até o VW Gol vai receber uma opção automática em breve...

Seja para atender a esse novo tipo de consumidor, que quer experimentar seu primeiro carro automático, seja para oferecer uma opção mais completa do ponto de vista do custo-benefício aos clientes PCD, a Ford traz para o Ka, a partir da linha 2019, o interessante conjunto formado pelo motor 1.5 de 3 cilindros e caixa automática de 6 marchas.

A demora em lançar o Ka automático até que se faz entender hoje em dia. Com as inúmeras reclamações desencadeadas pela transmissão de dupla embreagem no trio EcoSport, Focus e Fiesta no passado, a Ford não poderia colocar a mesma caixa no Ka. Isso, certamente, poderia afastar alguns potenciais clientes da novidade.

Logo, mostrou-se correta a decisão da marca de aguardar a nacionalização do motor 1.5 e de trazer a caixa automática convencional ao Ka 2019.

Com até 136 cv, o que lhe rende a excelente potência específica de 90,8 cv/l e mostra como ele é eficiente, o novo motor 1.5 denota um elevado cuidado construtivo para alcançar tal feito. Seu torque de 16,1 kgfm permite que o novo Ka automático acelere de 0 a 100 km/h em 10,7 segundos, tempo bem aceitável para um hatch compacto. Ao volante, o Ka 1.5 automático mostrou respostas bem interessantes e próximas às do Hyundai HB20 1.6 automático 6 marchas, o que é uma referência muito boa na categoria. Quem busca mais desempenho certamente deverá preferir o novo Ka 1.5 automático ao Chevrolet Onix 1.4, por exemplo.

Em termos de consumo, o Ka 1.5 automático não deixa a desejar e pode alcançar médias de até 11 km/l na cidade e 14,2 km/l na estrada, nos dois casos utilizando gasolina. Considerando que um Onix LT 1.4 automático, modelo com bem menos potência (106 cv) e torque (13,9 kgfm) entrega parciais de 11,7 e 13,9 km/l, respectivamente, os números do Ka 1.5 automático são muito bons.

Se o conjunto mecânico caiu como uma luva para o Ka 2019, é importante destacar que a Ford também procurou fazer algo para melhorar o péssimo retrospecto que o hatch apresentava em relação à segurança estrutural. A carroceria recebeu reforços adicionais no teto e nas colunas, bem como mais partes com aços de alta resistência. Os aprimoramentos repercutiram em ganhos de 5,3% na rigidez torcional do hatch. Vamos esperar que as futuras avaliações do Latin NCAP tragam resultados melhores...

Não é o caso da versão intermediária SE Plus avaliada aqui, mas, nas configurações topo de linha FreeStyle e Titanium (R$ 68.990), o Ka 2019 conta com 6 airbags e os controles de tração e estabilidade de série.

Além de mexer na carroceria, o Ka 2019 passou por um pente-fino para reduzir o nível de ruído e vibrações que chegam aos passageiros. Com isso, o hatch recebeu um pacote de melhorias contemplando o para-brisa acústico, novos redutores de ruído e as buchas da suspensão foram recalibradas para dirimir alguns barulhos que surgem ao rodar.

Claro que tudo isso é bem-vindo, mas ao volante o que chama mesmo a atenção no Ka 2019 foi o retrabalho do acerto de direção. O conjunto mostra-se bem mais rígido do que era notado até então. Segundo a Ford, o novo ajuste foi um pedido dos próprios consumidores, que consideravam a direção do Ka atual leve demais. De qualquer forma, seja qual for a sua preferência, ao menos as respostas são precisas. Quem dirige um Ka atual e migra para uma unidade 2019, talvez possa até estranhar a mudança na direção do modelo. A Ford poderia ter contemplado um ajuste intermediário em nossa opinião, porém vamos ver qual será a reação do público em geral.

Reconhecida pelo cuidado com o comportamento dinâmico de seus modelos, a Ford seguiu no Ka 2019 com a suspensão composta pelo tradicional arranjo McPherson na dianteira e por eixo de torção nas rodas traseiras. A engenharia apenas revisou a calibração do sistema e trouxe para o modelo um amortecedor dianteiro com stop hidráulico (evita aquela batida seca que notamos em alguns modelos devido ao fim de curso da suspensão, favorecendo também o conforto). Importante destacar que todas as versões 1.5 do Ka 2019 recebem coxins hidráulicos para o apoio do motor, o que também contribui para uma melhora no comportamento do modelo.

Fato é que o Ka 2019 está mais agradável na hora de dirigir e você nota todas as benesses que a Ford trouxe para o seu modelo de entrada. Com a incerteza da próxima geração do Fiesta por aqui, fica claro que a Ford traça uma estratégia alternativa enobrecendo o Ka a partir da linha 2019.

Nossa única crítica vai para a opção de trocas sequenciais das marchas realizadas por um botão na alavanca de câmbio. Seria melhor e mais prático o tradicional sistema de deslocar a alavanca para frente ou para trás. Claro que, se possível, as borboletas para trocas de marcha no volante seriam ainda mais interessantes.

Em termos de custo-benefício, a versão SE Plus 1.5 automática tem muitos argumentos para convencer os consumidores a pagar R$ 58.990 por ela. Existe uma opção mais acessível, a SE com o mesmo conjunto mecânico por R$ 56.490, porém só no catálogo avaliado aqui você encontrará a central multimídia, faróis de neblina, trio elétrico e o sensor de estacionamento como itens de série. Sem dúvida são os itens mais desejados pelos consumidores hoje em dia, aliado ao câmbio automático.

Um Chevrolet Onix LT automático 2019 conta com rodas de liga leve, algo que o Ka SE Plus fica devendo, porém é mais caro (R$ 60.090) e seu desempenho, em especial com gasolina, poderia ser melhor. Já na Hyundai, um HB20 1.6 automático na versão Comfort Plus com a central multimídia está nas concessionárias por R$ 60.850. Portanto, o Ka SE Plus 1.5 automático ainda representa uma vantagem de cerca de R$ 2.000 sobre seus rivais.

A Ford fez a lição de casa e preparou um Ka 2019 muito competitivo e pensado para a realidade atual do mercado. Ele traz um dos melhores conjuntos mecânicos para quem deseja um hatch automático de até R$ 60.000 e seu custo-benefício, em especial na versão SE Plus avaliada aqui, é notadamente vantajoso frente aos concorrentes mais próximos. Logo, é nele que reside o grande “pulo do gato” do Ka a partir de agora. Hoje o terceiro carro mais vendido do Brasil, agora o compacto da Ford reúne todas as condições para melhorar sua participação dentro do mercado. Se você está com o orçamento mais elástico e pode ir além dessa faixa de preço, um Volkswagen Polo nas versões Comfortline (R$ 68.120) e Highline (R$ 73.250) são pedidas melhores, porém, abaixo disso, poucas escolhas parecem tão competentes quanto o Ka SE Plus 1.5 automático 2019.

 
 
Ford Ka+ 2019
 
Ford Ka+ 2019
Ford Ka+ 2019
Ford Ka+ 2019
 
Ford Ka+ 2019
Ford Ka+ 2019
Ford Ka 2019
 
Ford Ka 2019
Ford Ka 2019
Ford Ka 2019
 
Ford Ka 2019
Ford Ka 2019
Ford Ka 2019
 
Ford Ka 2019
Ford Ka 2019
Ford Ka 2019
 
Ford Ka 2019
Ford Ka 2019
Ford Ka 2019
 
Ford Ka 2019
Ford Ka 2019
Ford Ka 2019
 
Ford Ka 2019
Ford Ka 2019
Ford Ka 2019
 
Ford Ka 2019
Ford Ka 2019
 
 

Ficha técnica

Ford Ka 2019 SE Plus 1.5 12V flex automático 4p
Preço R$ 58.990 (07/2018)
Categoria Hatch compacto
Vendas em 2017 94.896 unidades
Motor 3 cilindros, 1497 cm³
Potência 128 cv a 6500 rpm (gasolina)
Torque 15,6 kgfm a 4750 rpm
Dimensões Comprimento 3,886 m, largura 1,695 m, altura 1,525 m, entreeixos 2,491 m
Peso em ordem de marcha 1018 kg
Tanque de combustível 52 litros
Porta-malas 257 litros
Veja ficha completa

O "Guru dos Carros", César Tizo se juntou ao time este ano e está à frente dos portais AUTOO e MOTOO. É o expert em aconselhar a compra de automóveis

César Tizo |