Se nos EUA as picapes já são produtos bem mais consolidados e ganharão cada vez mais protagonismo nos próximos anos, podemos dizer que aqui no Brasil caminhamos para um cenário muito parecido.

Ainda estamos longe de ver por aqui modelos do porte de uma Ford F-150, a picape queridinha na terra do Tio Sam, mas os modelos de tamanho médio dentro do segmento avançam cada vez mais seja pelo número de opções na categoria bem como a evolução que essas picapes apresentam nos dias de hoje.  

O há um bom tempo foi uma categoria de nicho, basicamente explorada por pouquíssimos modelos dentre eles a Chevrolet S10 e as gerações mais antigas da Toyota Hilux lá pelos idos dos anos 90, as picapes médias tornaram-se ao longo dos anos veículos desejados por muita gente. 

Hoje, por exemplo, é possível encontrar uma Volkswagen Amarok com um poderoso V6 turbodiesel sob o capô que entrega um nível de desempenho melhor do que muitos automóveis de pretensão esportiva. A categoria ainda vai ganhar, entre este ano e 2019, muitos novos representantes. A Renault lança a Alaskan neste ano no Salão de São Paulo, enquanto até mesmo a Mercedes-Benz decidiu criar a primeira picape média de luxo do mundo com sua inédita Classe X

É nesse contexto que a Mitsubishi tratou de aprimorar sua representante entre as picapes médias, no caso a L200 Triton Sport agora em sua linha 2019. Não que ela demandasse algo de imediato, já que a picape ainda é um produto recente uma vez que sua quinta geração estreou por aqui em 2016. A L200 Triton Sport ainda reserva boas características de projeto e construção. Seu motor 2.4 16V turbodiesel, por exemplo, foi o primeiro no mundo aplicado em uma picape com esse combustível a contar com construção inteiramente de alumínio, algo que colabora sensivelmente para a redução de peso da picape.

Com uma taxa de compressão relativamente baixa para um motor a diesel, no caso 15,5:1, o 2.4 trabalha de forma suave e silenciosa quando comparado aos propulsores das concorrentes. Outro ponto favorável da L200 Triton Sport HPE-S é que ela não exagera no peso. Ao se manter abaixo das 2 toneladas de peso, ela consegue um excelente compromisso entre desempenho e economia de combustível.

Com seus 190 cv e 43,9 kgfm de torque, a L200 Triton Sport HPE-S consegue acelerar de 0 a 100 km/h em bons 10,4 segundos. Com isso, ela chega a ser por volta de um segundo mais rápida que uma Ford Ranger com seu parrudo motor 3.2 turbodiesel de 5 cilindros na mesma prova. A picape da Mitsubishi também é uma das mais camaradas do segmento em termos de consumo, entregando parciais de 9,8 km/l na cidade e 11,8 km/l na estrada. A mesma Ranger topo de linha mencionada anteriormente fica em 8,5 e 10,1 km/l, respectivamente.

Mesmo picapes com conjuntos mecânicos reconhecidos pela modernidade e sofisticação, como é o caso do 2.0 biturbo diesel da Amarok Highline trabalhando em conjunto com o câmbio automático de 8 marchas, elas ainda não conseguem superar a Triton Sport HPE-S. A representante da VW registra médias de 8,9 km/l em uso urbano e 9,2 km/l ao trafegar por rodovias. Por tudo isso, a picape fabricada em Catalão (GO) se destaca mesmo ainda contando com uma transmissão automática de 5 marchas, enquanto um bom número de rivais apostam em caixas de 6, 7 e até 8 velocidades como é o caso da VW.

Nesse ponto, a tração selecionável presente na Triton Sport HPE-S ajuda a poupar um pouco mais de diesel em relação à sistemas como a integral permanente usada na Amarok. Também não falta robustez ao conjunto da Triton Sport topo de linha, que pode rodar com tração apenas nas rodas traseiras, 4x4, 4x4 com diferencial central bloqueado ou o modo mais extremo de tração 4x4 com reduzida. Se a situação for ainda mais severa, é possível bloquear também o diferencial traseiro ao toque de um botão.

Para a linha 2019, a Mitsubishi efetuou pequenos ajustes na suspensão da L200 Triton Sport e aprimorou a junção entre a estrutura do chassi com a carroceria ao rever os coxins utilizados no conjunto com o objetivo de reduzir as vibrações. Já a caçamba com suas paredes laterais mais altas permite acomodar até 1.075 kg de carga. No layout, a suspensão segue com os braços triangulares sustentando as rodas traseiras, enquanto o eixo rígido traseiro usa um feixe de molas um pouco mais alongado para melhorar o nível de conforto para os passageiros.

É claro que seja na L200 Triton Sport ou nas concorrentes, não existe milagre quando elas rodam vazias e você sentirá os pulos em imperfeições mais profundas do piso. De qualquer forma, esse é o “custo” que é necessário pagar pela robustez e elevada capacidade de carga que as picapes médias entregam. Em modelos como a Amarok ou a Ranger, por exemplo, você sente um comportamento dinâmico mais apurado, sobretudo no acerto da direção e nas respostas da suspensão, portanto as representantes de VW e Ford são mais indicadas para o uso rodoviário ou urbano. 

Tabelada em R$ 174.990, a Mitsubishi acertou no posicionamento de preço da versão topo de linha da L200 Triton Sport. Bem coerente com o que encontramos no segmento, a Triton Sport HPE-S ainda traz um elogiável pacote de equipamentos, com destaque para os 7 airbags, central multimídia com suporte ao Apple CarPlay, Android Auto e o Waze e o Spotify instalados de forma nativa no aparelho, revestimento interno de couro, rodas de liga leve aro 17”, banco do motorista com ajuste elétrico, controles de tração e estabilidade, faróis xenon, sensor de estacionamento traseiro, dentre outros.

É nessa faixa de preço que se encontra a maior parte das vendas das picapes médias, tanto é que a Mitusubishi aposta que a configuração HPE-S responderá por cerca de 30% da procura. Hoje em dia a L200 Triton Sport ocupa a quinta posição no ranking de vendas do segmento, com a Toyota Hilux e a Chevrolet S10 liderando com folga. A representante da Mitsubishi só vende mais que a Nissan Frontier, como é possível analisar.

Em meio a concorrentes tão fortes, a Mitsubishi L200 Triton Sport HPE-S manteve as qualidades de sua atual geração com melhorias pontuais para a linha 2019. Ela é uma picape sem dúvida nenhuma com boas qualidades, mas seu conjunto mecânico a credencia em especial para um uso mais extremo seja no off-road ou para o trabalho mais pesado. Se essa é a sua necessidade, então vale a pena considerar a compra. 

 
 
Mitsubishi L200 Triton 2019
 
Mitsubishi L200 Triton 2019
Mitsubishi L200 Triton 2019
Mitsubishi L200 Triton 2019
 
Mitsubishi L200 Triton 2019
Mitsubishi L200 Triton 2019
Mitsubishi L200 Triton 2019
 
Mitsubishi L200 Triton 2019
Mitsubishi L200 Triton 2019
Mitsubishi L200 Triton 2019
 
Mitsubishi L200 Triton 2019
Mitsubishi L200 Triton 2019
Mitsubishi L200 Triton 2019
 
Mitsubishi L200 Triton 2019
Mitsubishi L200 Triton 2019
Mitsubishi L200 Triton 2019
 
Mitsubishi L200 Triton 2019
Mitsubishi L200 Triton 2019
Mitsubishi L200 Triton 2019
 
Mitsubishi L200 Triton 2019
Mitsubishi L200 Triton 2019
 
 

Ficha técnica

Mitsubishi L200 Triton 2019 HPE-S 2.4 16V diesel automático 4x4 4p
Preço R$ 174.990 (04/2018)
Categoria Picape média
Vendas em 2017 9.948 unidades
Motor 4 cilindros, 2442 cm³
Potência 190 cv a 3500 rpm (diesel)
Torque 43,9 kgfm a 2500 rpm
Dimensões Comprimento 5,28 m, largura 1,815 m, altura 1,795 m, entreeixos 3 m
Peso em ordem de marcha 1950 kg
Tanque de combustível 75 litros
Porta-malas litros
Veja ficha completa

O "Guru dos Carros", César Tizo se juntou ao time este ano e está à frente dos portais AUTOO e MOTOO. É o expert em aconselhar a compra de automóveis

César Tizo |