Como adiantamos aqui no AUTOO, em dezembro deste ano já está confirmada a estreia da nova geração do Volkswagen Jetta nos EUA, sendo que o lançamento no Brasil deverá ocorrer ao longo de 2018.

Sem dúvida nenhuma já era hora do sedã médio evoluir, ainda mais com a chegada de produtos arrojados como o Honda Civic em sua décima geração. Mas, sinceramente falando, mesmo nesse contexto atual o Volkswagen Jetta ainda vale uma visita nas concessionárias se você está pesquisando sedãs médios ou modelos na faixa de R$ 90.000. O jogo ficou ainda melhor para o Jetta em especial após a chegada do motor 1.4 turbo ao modelo em substituição ao defasado 2.0 flex aspirado oferecido até então. Vale ficar atento (a) que o propulsor 1.4 TSI do Jetta só aceita gasolina.

Oferecida em promoção, a configuração mais interessante – e não por acaso a mais vendida – do Jetta é a Comfortline, que pode ser encontrada nas lojas por R$ 89.990 ou, com uma boa negociação, por até menos do que isso. De série ele traz 4 airbags, controles de tração e estabilidade, rodas de liga leve aro 16”, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, central multimídia com Apple CarPlay e Android Auto, revestimento interno de couro e o controlador de velocidade como os principais itens.

Um rival bem moderno para o Jetta Comfortline é o Chevrolet Cruze, que, por R$ 91.890, você leva para casa na versão LT também com um propulsor 1.4 turbo sob o capô e câmbio automático de 6 marchas. O Cruze LT traz o mesmo pacote de equipamentos que o Jetta Comfortline, mas com alguns mimos extras como as rodas de liga leve aro 17”, o sistema de telemática OnStar e o start-stop para ajudar a reduzir o consumo sobretudo na cidade (e ele, ao contrário do Jetta, também pode rodar com etanol).

O grande problema do Jetta atual vai para a cabine. Não que ela seja pouco espaçosa ou mal acabada, longe disso, só que as formas do painel, console central e tudo que cerca motorista e passageiros já parece datado. É justamente nesse ponto onde o sedã médio da Volkswagen clama por uma revitalização. Se você for no mesmo dia conhecer o Chevrolet Cruze e o Volkswagen Jetta, vai reparar bem no que estou falando.

Mesmo se você rechear o Jetta Comfortline com todos os opcionais disponíveis, no caso o teto solar (R$ 4.545) e o Pacote Exclusive (R$ 5.570), que acrescenta as rodas de liga leve aro 17”, chave presencial com partida por botão e uma robusta central multimídia com navegador integrado, dentre outros itens, a sensação (e o fato) de que o Jetta está uma geração atrás dos rivais não será amenizada.

Mas o Jetta se redime quando você aciona a ignição e coloca o câmbio automático em Drive. Por mais que muitos concorrentes tentem se aproximar dele, o Jetta é um sedã médio muito peculiar quando o assunto é condução esportiva. Com a ótima referência do Volkswagen quando equipado com o 2.0 turbo em sua versão Highline, o Jetta 1.4 turbo não deixa nada a desejar.

A direção elétrica tem o peso e a atuação calibrada na medida certa, o mesmo podemos dizer do conjunto de suspensão. O Jetta Comfortline é um dos poucos sedãs médios que, assim como o Honda Civic, contam com suspensão traseira multibraço, uma disposição mais nobre e que melhora tanto o conforto quanto as respostas dinâmicas do carro. O Jetta tem uma postura claramente mais esportiva, tanto que chega a ser até mais baixo que muitos concorrentes, uma mensagem clara para mostrar a que veio. Até mesmo o pedal do acelerador preso pela base é uma solução tipicamente de modelos mais esportivos.

Segundo a Volkswagen, o Jetta 1.4 TSI automático vai de 0 a 100 km/h em 8,6 segundos e atinge 203 km/h de velocidade máxima, números excelentes e que nos dizem muito sobre o fôlego do Jetta na hora de rodar. Se você não exagerar no pé direito ele se move por aí com sobriedade, mas, quando você solicita os 150 cv e 25,5 kgfm o sedã responde com um vigor intenso nas acelerações e retomadas, tornando ultrapassagens e mesmo o deslocamento em trechos de serra mais confortáveis para quem ocupa o banco dianteiro esquerdo. Outro ponto excelente do Jetta é que sem abusar você consegue um excelente consumo médio, na casa de 10,4 km/l na cidade e 13,8 km/l na estrada.

Não fosse pelo túnel central traseiro muito elevado, o que compromete levar 5 adultos no Jetta, ao menos 4 adultos não tem do que reclamar da cabine do sedã. O porta-malas do Jetta, com capacidade para 510 litros é um dos melhores do segmento. Uma família viaja com muita tranquilidade e conforto a bordo do Jetta.

Portanto, se você gosta de sedãs ou precisa de um carro espaçoso para a família, tem um orçamento relativamente flexível para sua próxima compra, quer passar longe dos SUVs e gosta de um automóvel que entregue muito prazer ao dirigir, o Volkswagen Jetta Comfortline com o motor 1.4 TSI é uma opção de compra excelente. Como dito ao longo do texto, o modelo só peca pelo interior já datado, porém, em termos mecânicos, ele ainda está em sintonia com o que há de mais recente no segmento. Vale a pena você investir em uma boa negociação na concessionária e estacionar o sedã na sua garagem. Só leve em consideração que no próximo ano ele estreará mudanças profundas, então, se você faz questão de rodar por aí com um modelo atualizado, é melhor esperar um pouco e aguardar alguns meses.

 
 
Volkswagen Jetta 2017
 
Volkswagen Jetta 2017
Volkswagen Jetta 2017
Volkswagen Jetta 2017
 
Volkswagen Jetta 2017
Volkswagen Jetta 2017
Volkswagen Jetta 2017
 
Volkswagen Jetta 2017
Volkswagen Jetta 2017
Volkswagen Jetta 2017
 
Volkswagen Jetta 2017
Volkswagen Jetta 2017
Volkswagen Jetta 2017
 
Volkswagen Jetta 2017
Volkswagen Jetta 2017
Volkswagen Jetta 2017
 
Volkswagen Jetta 2017
Volkswagen Jetta 2017
Volkswagen Jetta 2017
 
Volkswagen Jetta 2017
Volkswagen Jetta 2017
 
 

 

Ficha técnica

Volkswagen Jetta 2017 Comfortline 1.4 16V gasolina automático 4p
Preço R$ NaN (11/2019)
Categoria Sedã médio
Vendas em 2017 7.670 unidades
Motor 4 cilindros, 1395 cm³
Potência 150 cv a 5000 rpm (gasolina)
Torque 25,5 kgfm a 1500 rpm
Dimensões Comprimento 4,644 m, largura 1,778 m, altura 1,473 m, entreeixos 2,651 m
Peso em ordem de marcha 1375 kg
Tanque de combustível 55 litros
Porta-malas 510 litros
Veja ficha completa

O "Guru dos Carros", César Tizo se juntou ao time este ano e está à frente dos portais AUTOO e MOTOO. É o expert em aconselhar a compra de automóveis

César Tizo | http://www.jcceditorial.com.br/