Toyota Yaris X-Way flerta com aventura sem assumir lado off-road

Versão do hatch compacto é principal atração da marca no salão, ao lado da Hilux GR-S
Toyota Yaris 2019

Toyota Yaris 2019 | Imagem: Divulgação

A Toyota preferiu preservar o atual Corolla ao não mostrar no salão brasileiro algum modelo que pudesse dar indícios da próxima geração do sedã, que deve ser lançada no Brasil em 2019. Em vez disso, a marca optou por introduzir no país o primeiro modelo desenvolvido em conjunto com a Gazoo Racing, divisão voltada a competições criada em 2015.

Trata-se da Hilux GR-S, uma versão mais esportiva e com dirigibilidade mais apurada e que é baseada na topo de linha SRX. Em relação a ela, a GR-S possui grade dianteira preta, moldura das luzes de neblina nas cores vermelha ou branca, rodas aro 17 polegadas, plataforma de apoio para os pés na cor preta e logomarca GR-S na parte traseira e lateral da picape. A picape produção limitada a 420 unidades numeradas e começa a ser vendida no primeiro semestre de 2019.

Antes dela, em fevereiro a Toyota estreará a nova versão X-Way do Yaris hatchback. Curiosamente, a montadora não assumiu que esse Yaris é um aventureiro e sim um carro urbano “mais descolado e moderno”. De fato, o visual não chega a denunciar alguma conotação off-road, o que foi inteligente por parte da empresa, escaldada pela má fama do Etios Cross.

O Yaris X-Way possui retrovisores na cor do veículo, bancos de couro, tela de 4,2 polegadas colorida com computador de bordo, câmera de ré, keyless, central multimídia com espelhamento de aplicativo e é equipdada com motor 1.5 litro 16V flex de 110 cv de potência e 14,9 kgfm.

O Yaris também está exposto numa versão conceitual da grife GR-S, mas a Toyota já adianta que ele não será comercializado.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!