Volvo XC40 elétrico está previsto para 2021 no Brasil

Novidade terá autonomia na casa de 400 km e tração integral; saiba mais
Volvo XC40 Recharge

Volvo XC40 Recharge | Imagem: Divulgação

Seguindo firme em seu propósito de eletrificação da gama, a Volvo tem como meta tornar-se uma empresa neutra em termos climáticos até 2040 e revelou nesta quarta-feira (16) o XC40 Recharge, versão 100% elétrica do seu SUV de entrada.

Antes de falarmos sobre o novo produto em si, a Volvo faz questão de explicar que o sobrenome Recharge presente no XC40 elétrico será aplicado a todos os modelos de sua gama com propulsão híbrida plug-in ou completamente elétrica. “Nos próximos cinco anos, a Volvo Cars lançará um carro totalmente elétrico a cada ano com o objetivo de vender globalmente, até 2025, 50% de automóveis totalmente elétricos. Os outros 50% serão de híbridos. A partir do início de 2020, os clientes que entrarem no site da Volvo Cars serão questionados primeiro se desejam ou não um carro da linha Recharge”, detalha a fabricante em comunicado.

Aqui no Brasil, por sua vez, os modelos eletrificados da Volvo representam 22% do volume total de vendas da empresa no país. Em 2020, a meta é de 40% de participação dentro do portfólio, não só direcionado pelo aumento de volume, mas também pelo lançamento de novas versões eletrificadas, como o XC40 Plug-in Hybrid, com chegada prevista para o primeiro trimestre do ano que vem, como antecipamos no Autoo.

Com uma proposta bem interessante, o inédito XC40 elétrico conta com 413 cv de potência (408 hp) e autonomia na casa de 400 km, portanto um conjunto muito competente tanto do ponto de vista do desempenho como do alcance que vai proporcionar aos usuários do veículo. Segundo dados preliminares da Volvo, o SUV acelera de 0 a 100 km/h em apenas 4,9 segundos. 

Segundo a Volvo, o XC40 elétrico pode recarregar até 80% de sua bateria em 40 minutos utilizando carregadores rápidos. Com motores elétricos posicionados nos dois eixos, o XC40 Recharge conta com tração integral.

Em relação ao XC40 convencional, com motor a combustão, a inédita variante elétrica conta com grade frontal exclusiva e coberta na cor da carroceria, criando uma identidade visual distinta. Como o carro elétrico precisa de menos fluxo de ar para fins de refrigeração, o design desses modelos traz algumas peculiaridades. A grade também reúne os sensores para a nova plataforma ADAS (Sistema Avançado de Assistência ao Motorista).

Já contemplando a eletrificação, a plataforma modular compacta CMA que sustenta o projeto do Volvo XC40 permite que a bateria do modelo seja integrada ao assoalho do carro, preservando assim o espaço interno. Detalhe interessante no caso do XC40 elétrico é o “frunk”, ao que tudo indica uma brincadeira da marca com a designação em inglês frontal trunk (porta-malas frontal), como é chamado o exclusivo compartimento de carga dianteiro localizado sob o capô. Ele oferece cerca de 30 litros de espaço de carga extra, já que o motor elétrico ocupa menos espaço que um similar a combustão.

Pensando na segurança, os engenheiros de segurança da Volvo reprojetaram e reforçaram completamente a estrutura frontal do XC40 elétrico em relação ao modelo a combustão. A medida foi necessária para lidar com a ausência de um motor convencional, atender aos altos requisitos de segurança da marca e ajudar a manter os ocupantes tão seguros quanto em qualquer outro modelo.

Para ajudar a manter os passageiros seguros e a bateria intacta em caso de colisão, a Volvo também desenvolveu uma nova estrutura de segurança exclusiva para passageiros e a bateria do XC40 Recharge. A bateria é protegida por uma gaiola de segurança que consiste em uma estrutura de alumínio extrudado e foi incorporada no meio da estrutura da carroceria do carro, criando uma zona de deformação interna ao redor do dispositivo. O posicionamento da bateria no piso do carro também tem o benefício de diminuir o centro de gravidade do veículo, para melhor proteção contra capotamentos. A estrutura da carroceria foi reforçada também na parte traseira, com o força elétrico integrado à estrutura da carroceria para obter uma melhor distribuição das forças de colisão, direcionando-as para longe da cabine e reduzindo a tensão para os ocupantes do carro. 

O XC40 elétrico também estreia na gama Volvo uma nova plataforma de sensores para os assistentes de condução. Com isso, os radares, sensores ultrassônicos e câmeras presentes no modelo são novos. A central multimídia do SUV também é nova, trabalhada pela Volvo em conjunto com o Google e utilizando um sistema que integra o Android, Google Assistant, Google Maps e Google Play Store.

Procurada pelo Autoo, a Volvo revelou que o novo XC40 elétrico está previsto para estrear no mercado brasileiro em 2021.

Plataforma CMA presente no XC40 está preparada para a eletrificação: bateria é acomodada no assoalho do carro
Plataforma CMA presente no XC40 está preparada para a eletrificação: bateria é acomodada no assoalho do carro
Imagem: Divulgação

Assine a newsletter semanal do AUTOO!