11 dicas para dirigir gastando menos combustível

Segundo a Ford, estilo de dirigir pode resultar em um consumo 25% menor
Modo de dirigir pode impactar em até 25 o consumo de um carro

Modo de dirigir pode impactar em até 25 o consumo de um carro | Imagem: Divulgação

Downsizing de motores, uso de turbo e injeção direta, pneus com baixa resistência ao rolamento... nos últimos anos a indústria está se esforçando para entregar carros cada vez mais eficientes, com baixo consumo e nível de emissões sem deixar de lado o prazer ao dirigir em alguns casos.

Um estudo da Ford, contudo, ainda mostra o quanto a “peça” atrás do volante continua importante e analisa que o comportamento e estilo de dirigir de cada motorista pode resultar em uma diferença de até 25% no consumo de combustível. O número é alto e, considerando que um modelo alcance uma média de 10 km/l, nas mãos de um motorista que não se importe nem um pouco com o bolso ou o meio-ambiente, essa média pode cair para 7,5 km/l. Seguindo com nosso exemplo, suponhamos que esse nosso carro imaginário conte com um tanque de 50 litros. Em condições normais, esse veículo percorreria 500 km com um tanque completo, enquanto esse “mau motorista” só conseguiria rodar 375 km.

Viu só como é importante tomar alguns cuidados na hora de dirigir?

Pensando nisso, a engenharia da Ford preparou 11 dicas que podem ajudar a economizar combustível, conforme separamos para você:

1 – Dirija suavemente: a direção agressiva, com excesso de velocidade, acelerações e frenagens bruscas, pode aumentar significativamente o gasto de combustível. Portanto, acelere suavemente, freie mais cedo e procure permanecer na mesma faixa. Estas técnicas também prolongam a vida dos freios e pneus.

2 – Desacelere: correr desperdiça muito combustível. Dirigir a 90 km/h em vez de 100 km/h pode reduzir em torno de 10% o consumo do veículo. Procure também manter uma velocidade constante. “Bombar” o acelerador envia mais combustível para o motor e esvazia o tanque mais rápido. Sempre que possível, use o piloto automático na estrada.

3 – Ponto morto: os motores atuais não precisam de aquecimento. Ligue o carro e parta imediatamente, de forma suave. Ficar com o carro ligado em ponto morto aumenta as emissões e desperdiça combustível. Sempre que for seguro, desligue o motor se for ficar parado por mais de 30 segundos.

4 – Remova o peso desnecessário: menos carga no porta-malas e na cabine reduz o gasto de energia na aceleração. Tente rodar o mais leve possível, sem esquecer os itens básicos de segurança.

5 – Reduza o arrasto aerodinâmico: mesmo em carros com boa aerodinâmica, transportar bagagem ou bicicleta no teto aumenta a resistência ao vento. Se você viaja muito ou planeja uma viagem longa, tente transportar itens extras dentro do veículo ou presos à parte traseira. Manter as janelas e o teto solar fechados também diminui a resistência do vento e o consumo de combustível.

6 – Ar-condicionado: o consumo de combustível aumenta até 15% quando se usa o ar-condicionado em baixas velocidades. Portanto, se não estiver muito quente, prefira a ventilação natural. Mas, acima de 90 km/h, é melhor fechar os vidros e usar o ar-condicionado, porque reduz a resistência ao vento e, com a rotação mais alta, o compressor opera de modo mais eficiente.

7 – Planeje o trajeto: antes de sair, faça uma lista dos seus compromissos e paradas. Criar um roteiro é bastante simples e pode poupar tempo no trânsito. Tente agrupar todas as tarefas numa única viagem, evitando vários trajetos de ida e volta e áreas de tráfego intenso.

8 – Calibre os pneus: pneus com pressão inferior ao recomendado aumentam o consumo de combustível. Confira a pressão pelo menos a cada 15 dias também por questão de segurança.

9 – Mantenha o motor ajustado: o ajuste correto do motor pode representar uma economia média de 4% no consumo de combustível. O sensor de oxigênio merece atenção especial: se estiver com defeito, sua troca pode aumentar o consumo em até 40%.

10 – Use o óleo do motor correto: Na lubrificação do motor, use o tipo de óleo recomendado no manual do proprietário. Usar óleo de outra especificação pode aumentar em até 2% o consumo de combustível. Na troca, também é interessante substituir o filtro de óleo.

11 – Faça revisões periódicas – É sempre importante verificar itens como os filtros de ar e combustível, velas de ignição, o alinhamento de rodas e inspecionar os sistemas de escapamento e emissões. Juntos, esses cuidados de manutenção e direção podem aumentar em até 25% o rendimento do veículo.