Alfa Romeo Giulia brilha em Frankfurt na versão Quadrifoglio

Novo sedã da Alfa usa um motor de seis cilindros com 510 cavalos

Alfa Romeo Giulia no Salão de Frankfurt | Imagem: iG

A Alfa Romeo conseguiu chamar atenção de grande parte do público no Salão de Frankfurt com o sedã Giulia. O novo modelo está sendo apresentado no evento alemão apenas na versão Quadrifoglio, que se posicionará como a mais cara da linha e vai entregar o desempenho mais “apimentado” entre as variantes. A estreia do automóvel na Itália está programada para o quarto trimestre deste ano, com preço inicial de cerca de 79 mil euros (o equivalente a R$ 343,7 mil, numa conversão direta).

O novo Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio é equipado com um motor 2.9 litros turbo de seis cilindros, com ajustes realizados pela Ferrari, que consegue entregar 510 cavalos de potência e 61,2 kgfm de torque, capaz de levar o sedã italiano de 0 a 100 km/h em menos de 3,9 segundos e alcançar velocidade máxima de 307 km/h. Além disso, segundo a marca, o carro é o melhor da categoria em termos de níveis de emissão, com 198 gramas de CO2 por quilômetro.

Ainda de acordo com dados da Alfa Romeo, o esportivo conseguiu completou o famoso circuito de Nürburgring em apenas 7:39 (13 segundos a menos que o tempo registrado pelo M4, da BMW), se posicionando como o mais rápido entre os sedãs..

Outro destaque do Giulia é o baixo peso, graças ao uso de materiais ultraleves, como fibra de carbono, alumínio e composto de alumínio e plástico, para obter a melhor relação peso/potência (inferior a 3 kg/cv). O modelo pesa 1.524 quilos, com distribuição perfeita de 50:50. Há ainda suspensão dianteira com braços sobrepostos e traseira multibraço, tração traseira, sistema de vetorização de torque e a direção “com a relação mais rápida”.

Entre os equipamentos, o Alfa Romeo Giulia oferece ainda sistema multimídia com tela de 8,8 polegadas, comandos por voz e navegador GPS com mapas 3D, sistema de som Harman Kardon, entre outros. 

Alfa de volta ao Brasil?

Longe do nosso país há anos, a Alfa Romeo sempre tem sua volta aventada pelo grupo, mas até hoje nada foi confirmado. Não falta, no entanto, vontade do presidente da FCA, o italiano Sergio Marchionne que deixou claro a intenção de relançá-la no Brasil.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!