Diferença de R$ 10 mil: Fiat Argo Trekking ou um Pulse 1.3 manual?

Modelos criam uma disputa interessante para quem deseja um aventureiro urbano
Fiat Argo Trekking e Pulse Drive 1.3 manual

Fiat Argo Trekking e Pulse Drive 1.3 manual | Imagem: Montagem Autoo sobre fotos de divulgação

Ao longo das últimas semanas, tanto o Fiat Argo quanto o Fiat Pulse migraram para a linha 2023, deixando claro o que os dois modelos vão entregar por pelo menos mais um ano. 

Para quem entra em uma concessionária Fiat hoje em dia em busca de um compacto talvez pode ficar diante de uma boa dúvida: será que vale mais a pena optar por um Pulse de entrada (R$ 95.590) ou um Fiat Argo Trekking, a opção topo de linha do hatch com preço sugerido de R$ 84.890? 

Os dois modelos nas respectivas configurações citadas acima contam com o motor 1.3 Firefly sob o capô e oferecem somente a transmissão manual de 5 marchas. Em termos de potência máxima (107 cv) e torque (13,7 kgfm) chegamos também a um empate. 

Custo-benefício 

Apesar do preço R$ 10.700 abaixo do Pulse Drive 1.3 manual, o Argo Trekking exige atenção. 

O hatch compacto aventureiro até conta com uma boa lista de itens de série, com destaque para a central multimídia, sensor de estacionamento, trio elétrico com função Tilt Down para o retrovisor direito, além, é claro, da suspensão elevada, pneus todo terreno e adesivos e faixas pela carroceria. 

O Argo Trekking, entretanto, não conta com os importantes controles de tração e estabilidade de série, porém a dupla pode ser adquirida como um opcional de R$ 1.980 dentro do Pack Safety, o que recomendamos pelo alto ganho em segurança que o ESP confere a qualquer automóvel. 

Com o Pack Safety em questão, o preço final do Argo Trekking sobe para R$ 86.870, considerando a cor sólida Preto Vulcano sem custo adicional.   

O Fiat Pulse mais acessível, por sua vez, já chega ao mercado com o ESP de série, acompanhado, inclusive, pelo sistema TC+ de controle de tração avançado, além de 4 airbags, uma central multimídia com tela maior (8,4”), piloto automático, ar-condicionado automático digital, faróis e lanternas em LED, entre outros itens. 

Tanto o Argo Trekking quanto o Pulse Drive 1.3 manual saem de fábrica com rodas de aço, no caso do Argo aro 15” e, no Pulse, aro 16”.

Interessante destacar que é possível acrescentar todos os opcionais no Argo Trekking e deixá-lo com um valor (R$ 96.798) equivalente ao do Pulse. Além do Pack Safety já citado e colocando também os pacotes Trekking Plus e Trekking Full, o Argo Trekking passa a contar com revestimento interno de couro, chave presencial, ar-condicionado automático digital, rodas de liga leve aro 15", câmera de ré e faróis de neblina.  

Eficiência 

Por conta das rodas menores, o Argo Trekking conta com uma leve vantagem em desempenho em consumo na comparação com o Pulse Drive manual. 

Enquanto o hatch aventureiro precisa de 11,1 segundos para alcançar 100 km/h, o Pulse de entrada cumpre a prova de aceleração em 11,7 segundos. 

O Argo Trekking registra médias de 13 km/l na cidade com gasolina e 14,4 km/l na estrada quando abastecido com o mesmo combustível, valores que ficam em 12,6 e 14,7 km/l, respectivamente, no Pulse 1.3 manual. 

Vale ressaltar, entretanto, que o projeto mais recente do Pulse contempla o uso de uma nova plataforma (MLA) para os modelos nacionais da Fiat, uma evolução da arquitetura até então aplicada no Argo e no Cronos e que traz consigo ganhos em segurança, comportamento dinâmico e menores índices de ruído e vibração. 

Quando cada um vale a pena? 

Versão que conquistou uma boa procura desde que foi apresentada na gama Argo, a opção Trekking ainda mostra-se muito bem resolvida mesmo com a chegada de um produto moderno ao mercado, como é o caso do Pulse. 

Justiça seja feita, o Argo Trekking pode ser apontado como um bom “laboratório” para o que viria a ser o Pulse e futuros concorrentes, ou seja, um crossover capaz de aliar o tamanho de um hatch compacto com o visual robusto de um SUV, sem esquecer o compromisso com o preço acessível. 

E, talvez, esse seja o ponto crucial na hora de optar entre o Argo Trekking e o Pulse Drive manual. 

Não por acaso, a Fiat enxergou que os dois modelos atendem públicos distintos, o que justifica a existência dos dois catálogos. 

Se você não faz questão de estar na moda e deseja apenas aquele hatch aventureiro raiz, capaz de ajudá-lo a encarar uma estrada de terra de forma tranquila, o Argo Trekking é a sua pedida. Apenas recomendamos o investimento adicional nos controles de tração e estabilidade. 

O Pulse Drive 1.3 manual, por sua vez, vale o gasto extra para aqueles que não abrem mão de conforto, tecnologia e conectividade superiores. Além, é claro, do fator novidade que ainda permeia o crossover da Fiat. 

Em resumo, a bordo dos dois compactos você estará muito bem servido, bastando apenas escolher qual deles se encaixa melhor nas suas necessidades. 

Fiat Argo Trekking e Pulse Drive 1.3 manual

Fiat Argo Trekking e Pulse Drive 1.3 manual

Recomendados por AUTOO

Youtube
Nova Chevrolet Spin 2025

Nova Chevrolet Spin 2025

Minivan renovada quer fazer frente aos quase SUVs do mercado
Aviação
Argentina terá caças F-16

Argentina terá caças F-16

Jato supersônico é rival do Saab Gripen, da Força Aérea Brasileira. Veja quantos aviões nossos vizinhos compraram
AUTOO
Siga o AUTOO em nosso canal no WhatsApp

Siga o AUTOO em nosso canal no WhatsApp

Acompanhe as notícias sobre automóveis do site de forma mais rápida e prática!