Podemos dizer que a CAOA Chery encerrou o primeiro ciclo de novidades para o mercado nacional com chave de ouro. Como prometido desde o anúncio da nova empresa nacional em 2018, a marca complementa neste mês sua gama de utilitários esportivos com o lançamento do Tiggo 7. A novidade conta com porte médio e chega para atuar na mesma categoria do Jeep Compass, Hyundai ix35, entre outros concorrentes de olho nos consumidores dispostos a gastar de R$ 100.000 a R$ 120.000 em seu próximo automóvel.

Essa faixa de preço, não por acaso, é uma das mais “badaladas” entre os SUVs e concentra boa parte das vendas desses modelos, o que ajuda a explicar grande parte do sucesso do Compass. É inegável que, com a produção nacional, o Jeep mostra-se bem competitivo do ponto de vista do custo-benefício.

Mas se colocarmos na balança, o time da CAOA Chery foi muito hábil ao posicionar o Tiggo 7 no mercado. Um Jeep Compass Sport 2.0 flex, opção mais acessível do modelo hoje em dia, custa R$ 113.990. Por uma diferença pequena, no caso R$ 116.990, o Tiggo 7 poderá ser encontrado em sua versão topo de linha TXS, como a avaliada aqui, oferecendo um nível de equipamentos bem superior em relação ao Compass de entrada.

No Tiggo 7 TXS contamos com teto solar panorâmico, 6 airbags, revestimento interno de couro, sistema de câmeras 360º, rodas de liga leve aro 18”, banco do motorista com ajuste elétrico e chave presencial, apenas para citar os itens de série mais relevantes do Tiggo 7 TXS que não são oferecidos no Compass Sport flex custando quase o mesmo.

Assim como no Jeep, o Tiggo 7 TXS conta com central multimídia com suporte aos principais sistemas de espelhamento para smartphones, mas no Compass Sport a tela do aparelho tem apenas 7”, enquanto no Tiggo 7 ela é de 9” e oferece ótima visualização. A opção mais cara do Tiggo 7 traz não só o sensor de estacionamento traseiro, assim como o Compass Sport, mas também acrescenta o sensor de estacionamento dianteiro ao pacote. Até mesmo uma luz de boas-vindas é projetada dos retrovisores externos no Tiggo 7 TXS iluminando a região perto das portas para facilitar o acesso ao SUV, uma conveniência até então digna de carros mais luxuosos.

A praticidade dos sensores de estacionamento, em conjunto com as quatro câmeras ao redor do Tiggo 7, ajudam muito na hora de estacionar e também colaboram com a segurança ao nos permitir uma visão mais aprimorada de pedestres ou objetos ao redor do veículo, algo importante em especial quando falamos de um SUV com 4,50 m de comprimento e 1,83 m de largura como é o caso do CAOA Chery.

Para uma marca que está procurando se consolidar no mercado nacional, como é o caso da ainda recente CAOA Chery, era esperado que o custo-benefício seria um dos atributos de um modelo como o Tiggo 7, mas o modelo vai muito além disso em sua lista de virtudes.

Se o Tiggo 5x nos agradou pelo cuidado na parte interna, o Tiggo 7 vai além e mostra que a CAOA Chery fez a lição de casa para se destacar nas categorias mais competitivas do mercado. A partir do momento em que você abre a porta, se destaca o painel de porta revestido com esmero, mesclando couro e plásticos de bom aspecto visual. Ponto positivo também para o couro presente na parte central do painel, o que confere bem mais requinte para a cabine do Tiggo 7. Os bancos do SUV também chamaram a atenção pelo bom apoio ao corpo e o conforto que proporcionam aos 5 ocupantes do carro.

O Tiggo 7 conta com uma versão mais acessível, no caso a X de R$ 106.990, mas ela fica devendo requintes muito valorizados na categoria como o revestimento interno de couro, por isso vale mais a pena partir mesmo para o Tiggo 7 TXS se você está de olho no SUV. Considerando a faixa de preço do Tiggo 7, a diferença de preço entre as versões não é tão grande assim e no caso do Tiggo 7 X você também terá que abrir mão do teto solar panorâmico, dos airbags laterais e de cortina, entre outros itens bem relevantes e que valem o investimento.

Voltando para nosso paralelo entre Compass e Tiggo 7, o entre-eixos bem maior do Tiggo 7, no caso 2,67 m contra 2,63 m do Compass, confere uma cabine ao representante da CAOA Chery uma cabine extremamente bem aproveitada para 5 adultos. A largura do Tiggo 7 de 1,83 m também faz diferença e amplia a sensação de espaço que o SUV oferece. Para quem senta no banco traseiro do Tiggo 7, não falta espaço para os joelhos ou para a cabeça. Mesmo com pessoas mais altas a bordo do banco dianteiro, ainda fica livre uma boa área para quem ocupa a segunda fileira de assentos.

Para um carro familiar, o Tiggo 7 mostra-se uma excelente opção. O porta-malas do modelo acomoda 414 litros de bagagens com os bancos na posição normal, praticamente um empate com os 410 litros do Compass.

Se vai bem no nível de equipamentos, custo-benefício e acabamento, na parte mecânica o Tiggo 7 também surpreendeu. O modelo conta com um acerto de calibração desde a resposta dos pedais até a direção com um nível de refinamento que dificilmente encontrávamos em modelos de origem chinesa. Mérito certamente da equipe de engenharia brasileira da CAOA, a qual soube lapidar muito bem o projeto do Tiggo 7 para sua produção local.

Bem equilibrado e estável ao volante, o Tiggo 7 também conta com amparo dos controles de tração e estabilidade para aprimorar ainda mais a segurança. O baixo nível de ruído a bordo também denota um bom cuidado no projeto assim como na construção e montagem do modelo.

O SUV médio chega ao mercado com o mesmo motor 1.5 turbo do Tiggo 5x, com potência de até 150 cv com etanol e torque máximo atingindo os 21,4 kgfm independente do combustível escolhido.

O propulsor não faz do Tiggo 7 um esportivo, mas suas reações ao volante são bem mais convincentes do que o Compass Sport com seu 2.0 flex aspirado.

O Tiggo 7 mostra-se um carro mais ágil nas retomadas e acelerações, assim como se sai um pouco melhor no quesito consumo, pontos onde o Compass flex deixa a desejar. Segundo o Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular, o Tiggo 7 entrega médias de 9,7 km/l na cidade e 10,9 km/l na estrada, ambas com gasolina, enquanto o Compass flex, mesmo com start-stop, não vai além dos 8,8 e 10,8 km/l, respectivamente.

O que favorece o Tiggo 7 no desempenho não é nem tanto a questão do torque um pouco maior que o motor turbo proporciona, mas a rapidez nas trocas e a boa calibração do câmbio de dupla embreagem de 6 marchas colaboram para aprimorar a eficiência de maneira geral. Aliás, esse é um ponto relevante do Tiggo 7, que, além da transmissão naturalmente mais cara do que um câmbio automático convencional, também conta com layout multibraço para a suspensão traseira, o que favorece o conforto e o controle dinâmico do modelo. O sistema de freio a disco nas 4 rodas também colabora com a eficiência de frenagem.

A CAOA Chery não coloca uma meta muito ambiciosa de vendas para o Tiggo 7, que deverá gravitar entre 500 e 1.000 unidades/mês. Mesmo com as várias qualidades que demonstrou, o Tiggo 7 chega em uma fatia de mercado onde o trabalho de cativar o público mais acostumado com marcas tradicionais será bem mais árduo do que nas categorias de entrada. De qualquer forma, certamente o Tiggo 7 ajudará a CAOA Chery em seu trabalho de consolidação no mercado brasileiro ao mostrar que os chineses vão se livrando rapidamente da pecha de produzir apenas veículos baratos e com qualidade duvidosa. Algo que, sem sombra de dúvida, passa longe do Tiggo 7. Logo, se você está pesquisando um SUV até R$ 120.000, vale a pena pelo menos fazer um test drive no Tiggo 7. Ele reúne atributos que poderão surpreender muita gente.

 
 
CAOA Chery Tiggo 7 2019
 
CAOA Chery Tiggo 7 2019
CAOA Chery Tiggo 7 2019
CAOA Chery Tiggo 7 2019
 
CAOA Chery Tiggo 7 2019
CAOA Chery Tiggo 7 2019
CAOA Chery Tiggo 7 2019
 
CAOA Chery Tiggo 7 2019
CAOA Chery Tiggo 7 2019
CAOA Chery Tiggo 7 2019
 
CAOA Chery Tiggo 7 2019
CAOA Chery Tiggo 7 2019
CAOA Chery Tiggo 7 2019
 
CAOA Chery Tiggo 7 2019
CAOA Chery Tiggo 7 2019
CAOA Chery Tiggo 7 2019
 
CAOA Chery Tiggo 7 2019
CAOA Chery Tiggo 7 2019
CAOA Chery Tiggo 7 2019
 
CAOA Chery Tiggo 7 2019
CAOA Chery Tiggo 7 2019
CAOA Chery Tiggo 7 2019
 
CAOA Chery Tiggo 7 2019
CAOA Chery Tiggo 7 2019
CAOA Chery Tiggo 7 2019
 
CAOA Chery Tiggo 7 2019
CAOA Chery Tiggo 7 2019
CAOA Chery Tiggo 7 2019
 
CAOA Chery Tiggo 7 2019
CAOA Chery Tiggo 7 2019
CAOA Chery Tiggo 7 2019
 
CAOA Chery Tiggo 7 2019
CAOA Chery Tiggo 7 2019
CAOA Chery Tiggo 7 2019
 
CAOA Chery Tiggo 7 2019
CAOA Chery Tiggo 7 2019
 
 

Ficha técnica

CAOA Chery Tiggo 7 2019 TXS 1.5 16V flex automático 4p
Preço R$ 116.990 (02/2019)
Categoria SUV médio
Motor 4 cilindros, 1496 cm³
Potência 147 cv a 5500 rpm (gasolina)
Torque 21,4 kgfm a 4000 rpm
Dimensões Comprimento 4,505 m, largura 1,837 m, altura 1,67 m, entreeixos 2,67 m
Peso em ordem de marcha 1432 kg
Tanque de combustível 57 litros
Porta-malas 414 litros
Veja ficha completa

O "Guru dos Carros", César Tizo se juntou ao time este ano e está à frente dos portais AUTOO e MOTOO. É o expert em aconselhar a compra de automóveis

César Tizo | http://www.jcceditorial.com.br/