Brabus estreia no Brasil com três modelos

Marca alemã especializada em personalizar carros da Mercedes-Benz tem modelos partindo de R$ 149 mil

Brabus estreia no Brasil com três modelos | Imagem: Brabus

Nesta terça-feira (1), a Brabus oficializou o início de suas operações no País. A marca alemã, especializada em personalizar carros da Mercedes-Benz, chega ao País representada pela importadora Strasse, que comercializará a princípio três modelos na concessionária Europa Motors, localizada na Vila Olímpia, bairro nobre de São Paulo. Para se ter um carro assinado pela customizadora, deve-se desembolsar a partir de R$ 149 mil.

As operações funcionarão da seguinte maneira: a Strasse importa as peças e os veículos são montados no Brasil seguindo a receita alemã. Ou seja, a Mercedes-Benz importa os modelos originais e a Strasse prepara os carros, realizando as alterações mecânicas e na aerodinâmica com o intuito de extrair o melhor desempenho dos veículos. A princípio, a marca optou por oferecer o Classe C 18 Brabus, o Classe C 20 Brabus e o top de linha CLS 63 Brabus.

Por R$ 149 mil pode-se adquirir o C 18 Brabus, modelo de entrada da marca no País. Dentre as alterações estáticas, o sedã recebeu spoiler dianteiro montado no para-choque e aerofólio traseiro. O upgrade sob o capô é mais interessante: o motor 1.6 turbo que antes gerava 156 cv, passa a ter 182 cv e 28,55 kgfm de torque. O 0 a 100 km/h é realizado em 8.2 segundos e a velocidade máxima é de 230 km/h, diz a importadora. No interior, as diferenças ficam por conta dos tapetes, pinos de portas e pedais Brabus em alumínio.

Para quem procura mais potência e possui uns trocados a mais na conta bancária, há o C 200 equipado com motor 1.8 turbo de 224 cv e 33,14 kgfm de torque. Por R$ 175 mil, o modelo intermediário faz o 0 a 100 km/h em 7.6 segundos e tem velocidade máxima de 243 km/h. Em sua configuração original, sem o emblema da preparadora, o C 200 custa cerca de R$ 139 mil, mas vem com 40 cv a menos.

Veja também: BMW M6 ganha tuning radical

A cereja do bolo, no entanto, é o CLS 63 Brabus, com nada menos que 620 cavalos de potência e quase 102 kgfm de torque. O responsável por esses números é um 5.5 V8 biturbo, que leva o cupê de quatro portas aos 100 km/h em 3,5 segundos, e depois aos 320 km/h de velocidade máxima.

O modelo conta com spoiler de fibra de carbono, rodas Monoblock F de 19 polegadas – que podem ser substituídas por rodas de 20 polegadas - , difusor de fibra de carbono com escapamento “valve controled”, onde o motorista pode optar por um ronco mais agressivo ou suave. Um supercarro como esse é digno de um super preço e, em dólar, com valor inicial de US$ 310 mil.

Modelos como o E 63 AMG 850 preparados pela Brabus também podem ser encomendados, no entanto, carros deste nível, que requerem preparações mais profundas no motor, são os únicos preparados pela customizadora na Alemanha e importados prontos para o Brasil.

Caso o cliente não tenha gostado de nenhuma das opções, ele pode montar seu carro com variações estéticas ou de performance, sem ter que se enquadrar em um pacote definido. A marca aceita personalizar modelos da Mercedes com até 12 meses de uso, não mais que isso. Segundo a importadora, dependendo do modelo, crescem significativamente as opções de personalização.

No Brasil, para os modelos Classe C preparados será possível escolher rodas, escapamento e difusor. No caso dos “carrões” – modelos de 580 cv a 850 cv – a lista é mais extensa, mas para isso, o bolso do sujeito deve ser na mesma medida. A preparadora pretende expandir sua operação para Rio de Janeiro, Brasília, Curitiba e Salvador até 2015.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!