Carro do Google é dirigido por cego

Tecnologia criada pela empresa faz papel de motorista graças ao uso de sensores, câmeras e sistema GPS

Com 95% da visão prejudicada, Steve Mahan levanta as mãos durante teste | Imagem: Divulgação

Realmente o futuro já chegou. Há alguns dias, AUTOO mostrou que a produção do primeiro “carro voador” havia começado nos Estados Unidos com preço digno de superesportivo. Agora a bola da vez foi apresentada pelo Google, é o carro que anda sozinho.

A marca divulgou um vídeo que mostra um Toyota Prius equipado com o sistema que guia o veículo, leva uma uma pessoa que tem 95% da sua visão prejudicada para um passeio sentado no banco do motorista. O trajeto foi longo, com direito a pausas para um lanche em um fast-food e retiradas de roupas em uma lavanderia.

Veja mais: GM confirma automóvel que dirige sozinho para 2020

Equipado com câmeras, sensores, GPS e muitos outros sistemas de auxilio, o sistema, que ainda está em fase de testes para aprimoramento, consegue fazer manobras, andar pelas vias respeitando as regras de trânsito e chegar ao local desejado pelo condutor sem causar nenhum tipo de acidente. A tecnologia, no entanto, que começou a ser desenvolvida em 2010, ainda não tem previsão de lançamento.

Projetos semelhantes

Em outubro de 2011, a General Motors também anunciou que começaria a desenvolver um sistema que deverá dar autonomia aos seus carros. De acordo com o que a marca divulgou na época, ele funcionaria por meio de sensores e GPS que se comunicariam com radares, câmeras de vigilância e aparelhos de comunicação portáteis (como smartphones) para fazer os veículos andarem e pararem sem a interferência do motorista.

Leia também: Cobrança do IPI será feita por sistema de pontuação, diz jornal

Ao contrário do Google, a GM declarou que quer ser a pioneira nesse novo segmento e pretende lançar essa nova tecnologia até 2020.

Veja video divulgado pelo Google:

Assine a newsletter semanal do AUTOO!