Chery alcança 21 anos de produção de motores com 3ª geração de produtos

Propulsores mais recentes da marca chegaram ao Brasil equipando o SUV grande Tiggo 8
CAOA Chery Tiggo 8

CAOA Chery Tiggo 8 | Imagem: Divulgação

Depois de registrar um feito relevante aqui no Brasil, no caso a produção de mais de 20 mil unidades em menos de dois anos em sua unidade produtiva de Anápolis (GO), a CAOA Chery tem mais um marco importante para celebrar.

Os parceiros chineses da fabricante aproveitaram o início do Salão de Pequim deste ano para comemorar os 21 anos da produção de seu primeiro motor. Naquela época, explica a Chery, a fabricação ainda era feita com parceiros estrangeiros, uma vez que a empresa ainda não detinha completamente o know-how para produzir os propulsores. Em seguida, a empresa investiu cerca de 2 bilhões de yuans e, em cooperação com a AVL, na Áustria, desenvolveu sua primeira série de motores, chamada ACTECO. 

Em 2003, acrescenta a fabricante, a primeira geração do motor Chery ACTECO saiu oficialmente da linha de produção. Seis anos depois, em 2009, veio a segunda geração com maiores índices de potência, economia e emissão, o propulsor ganhou maior otimização em estrutura e ficou mais leve. Isso foi apontado como um grande avanço da indústria para aquela época. Nas versões 1.6 DVVT, 1.5 DVVT, 1.0 TCI e 1.5 TCI, foi montado em vários modelos das séries Chery Arrizo e Tiggo. 

A terceira geração foi revelada em 2018 e engloba até o momento as opções 1.6 TGDI, 1.5 TGDI e 1.2 TGDI, todas com turbo e injeção direta, apresentando 37,1% de eficiência térmica. Foi o primeiro propulsor a adotar cinco tecnologias principais da Chery, incluindo sistema de combustão iHEC (inteligente), sistema de gerenciamento térmico de aquecimento rápido, tecnologia de reforço de resposta rápida, redução de atrito e baixo peso. 

Utilizando novos materiais, como bloco de liga de alumínio de fundição de alta pressão e novas tecnologias, como design integrado modular, e otimização de topologia estrutural, o motor é 21 quilos mais leve que seu antecessor, o que possibilita maior economia de combustível e melhor potência. 

Até o momento o SUV grande Tiggo 8 é o único modelo a oferecer a terceira geração dos propulsores da Chery no Brasil, no caso com o 1.6 TGDI com 187 cv de potência e 28 kgfm de torque entre 2.000 e 4.000 rpm.

Detalhe do motor 1.6 TGDI aplicado no Tiggo 8 nacional
Detalhe do motor 1.6 TGDI aplicado no Tiggo 8 nacional
Imagem: Divulgação
Assine a newsletter semanal do AUTOO!