Com dólar alto, Kia focará em modelos de luxo no salão

Marca terá um dos estandes mais cheios de novidades, mas apenas o sedã K900 está confirmado. Compacto Rio e SUV Stonic virão para sentir reação do público
Kia Stonic 2018

Kia Stonic 2018 | Imagem: Divulgação

Mesmo com o fim da cota extra de IPI após o fim do Inovar Auto e o crescimento das vendas em 2018, a Kia ainda está receosa de investir no Brasil como fazia antigamente. A montadora coreana confirmou que terá um estande repleto de novidades no Salão do Automóvel, mas apenas duas delas estão confirmadas para venda no país, ambas na categoria de luxo.

São o sedã esportivo Stinger, já à venda por aqui, e o inédito sedã de luxo K900, que compete com veículos como o BMW Série 5 e será lançado oficialmente no evento.

O esperado e prometido Kia Rio, por sua vez, já não tem mais data de lançamento no Brasil. Ele será apresentado na versão hatchback, porém, apenas para sentir a reação do público. A marca chegou a anunciar algumas vezes que lançaria o compacto nas versões hatch e sedã, sobretudo depois que ele passou a ser fabricado no México, país que tem um acordo de isenção de tarifas com o Brasil. Contudo, o dólar ainda muito elevado inviabiliza o negócio, mesmo com essas vantagens.

Por outro lado, o Stonic, um pequeno SUV de design atraente estará no país pela primeira vez em demonstração. Como compartilha plataforma com o Rio, ele poderia ser um produto mais interessante para o mercado brasileiro se fosse fabricado no México.

Além deles, a Kia mostrará sua linha de produtos atuais como o Cadenza, Cerato, Grand Carnival, Sorento, Soul, Picanto GT e o Sportage, este último reestilizado. A marca também terá sua cota de carros ecológicos com o Optima Hybrid e o retorno do Niro Hybrid, que esteve na edição 2016.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!