Com ótimo projeto entre os carros elétricos, Chevrolet Bolt entra em pré-venda no Brasil

Como anunciado previamente, modelo terá preço sugerido de R$ 175.000
Chevrolet Bolt 2020

Chevrolet Bolt 2020 | Imagem: Divulgação

Anunciado para chegar ao mercado em outubro, a Chevrolet inicia a partir desta sexta-feira a pré-venda do elétrico Bolt no Brasil. De acordo com a marca, inicialmente o modelo será comercializado apenas em 12 cidades: São Paulo (SP), Campinas (SP), São José dos Campos (SP), Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Curitiba (PR), Porto Alegre (RS), Florianópolis (SC), Joinville (SC), Recife (PE) e Vitória (ES).

Como a Chevrolet havia antecipado em maio deste ano, o Bolt chegará ao Brasil importado dos EUA apenas na versão topo de linha Premier, que terá preço sugerido de R$ 175.000. Para facilitar a aquisição, a fabricante preparou uma modalidade de compra que prevê uma entrada de R$ 70.000, 48 parcelas de R$ 1.841 e uma parcela final de R$ 52.500.

O modelo é caro, mas o Bolt conta com uma respeitável lista de equipamentos de série, a qual é muito superior a concorrentes diretos já comercializados no Brasil. Alguns destaques ficam por conta dos 10 airbags, assistente de permanência em faixa, alerta de ponto cego, aviso de tráfego traseiro cruzado, alerta de colisão frontal com frenagem automática e detecção de pedestres, novo sistema de câmeras 360º, central multimídia com tela de 10,2”, bancos de couro com aquecimento e ventilação, carregador de smarphones por indução, acedimento automático dos faróis, rodas de liga leve aro 17” com pneus autovedantes, sistema de som de alta definição projetado pela Bose, entre outros recursos.

Ponto positivo, como noticiamos no Autoo, é que o Bolt chegará ao Brasil já com a bateria de 66 kWh aprimorada, o que confere ao modelo autonomia na casa de 416 km de acordo com o ciclo norte-americano EPA. Apesar de pesado (1,6 tonelada), o Bolt é capaz de entregar excelente desempenho, com 0 a 100 km/h efetuado em cerca de 7 segundos, destaca a Chevrolet. O motor elétrico presente no Bolt entrega 203 cv e 36,7 kgfm de torque. 

A Chevrolet vai oferecer – e recomendar – aos clientes do Bolt a opção do aparelho de recarga rápida residencial, que custa R$ 8.300 com a instalação. Segundo a fabricante, o aparelho é quatro vezes mais eficiente do que carregar o modelo em uma tomada 220V e, com o Bolt conectado a ele por uma hora, já é possível obter autonomia para 40 km, a média do que a maioria dos motoristas percorre por dia, explica a Chevrolet. Com a bateria esgotada, a recarga completa no aparelho de recarga rápida leva 10 horas. Em eletropostos de alta voltagem, bastam 30 minutos de recarga para o carro rodar mais cerca de 160 km. A Chevrolet projeta que o custo mensal com carregamento do Bolt deve ficar em torno de R$ 98 e o custo estimado por quilômetro rodado do elétrico é até quatro vezes inferior ao de um modelo flex do mesmo porte, sendo também inferior ao de automóveis híbridos.

Em relação aos demais elétricos hoje oferecidos no mercado, como Renault Zoe e CAOA Chery Arrizo 5e, o Chevrolet Bolt se destaca pelo ótimo espaço interno e o conforto que oferece aos passageiros. Seu assoalho é plano e baixo, deixando as pernas dos ocupantes do banco traseiro em uma posição confortável, ao contrário do que ocorre em um Nissan Leaf, por exemplo. O porta-malas do modelo também é muito bom e tem capacidade para 478 litros de bagagens. O Bolt tem 4,16 m de comprimento, 1,76 m de largura e 1,61 m de altura, com entre-eixos de 2,60 m.

A Chevrolet destaca como uma das vantagens na hora de dirigir o Bolt o modo One Pedal (um pedal), também oferecido pelo Nissan Leaf. Por meio do recurso, basta aliviar a pressão do pedal do acelerador para que o veículo reduza instantaneamente a velocidade e inicie a frenagem de forma otimizada, aproveitando a energia dissipada do sistema para incrementar a autonomia, explica a marca norte-americana.

Por fim, a Chevrolet destaca que o plano de revisão segue o padrão global da marca para carros elétricos, que tem uma manutenção bem mais simplificada e espaçada do que os modelos a combustão tradicionais que necessitam de troca de óleo, velas, correia e diversos filtros, por exemplo. Até os 240.000 km, os principais serviços de revisão do Bolt se concentram nas trocas de itens de desgaste decorrentes do uso do veículo, como o filtro do ar-condicionado e as pastilhas de freio. O modelo terá cinco opções de cores (Branco Summit, Vermelho Glory, Prata Switchblade, Preto Ouro Negro e Cinza Graphite). A marca oferecerá três anos de garantia para o veículo e oito anos para as baterias de íon-lítio aqui no Brasil.

Aos poucos mais opções de carros elétricos vão chegado ao mercado brasileiro. Recentemente, a gama JAC ganhou o reforço dos modelos iEV20 (R$ 119.990), iEV40 (R$ 153.990) e iEV60 (R$ 198.000) em sua linha de veículos de passeio, bem como a picape iEV330P (R$ 244.990). A Renault também comercializa o Zoe de maneira contínua no país, o qual tem valor sugerido de R$ 149.990, assim como a Nissan com o Leaf (R$ 195.000). Há também uma opção de sedan elétrico no Brasil, no caso o chinês CAOA Chery Arrizo 5e, que será vendido por R$ 159.900.

Chevrolet Bolt 2020
Chevrolet Bolt 2020
Imagem: Divulgação

Assine a newsletter semanal do AUTOO!