Corolla Cross começa maio vendendo mais que Corolla sedã

Novo SUV da Toyota também se aproximou do rival Compass nos primeiros seis dias do mês
Corolla sedã e Cross: SUV dá pinta de que pode superar seu irmão mais velho

Corolla sedã e Cross: SUV dá pinta de que pode superar seu irmão mais velho | Imagem: Divulgação

O começo de um mês nunca é um cenário confiável para apontar tendências nas vendas de carros novos no Brasil. Afinal de contas, trata-se de um período curto e sujeito a distorções como a que coloca o hatch Argo na liderança provisória de maio, acreditem.

Mas não há como não notar que o Corolla Cross, inédito SUV da Toyota, já mostra alguns reflexos no mix de vendas da montadora japonesa. Um deles é simbólico: nesses primeiros seis dias de maio, o utilitário esportivo emplacou mais carros que o irmão sedã.

Até esta quinta-feira, o Corolla Cross acumulava 832 unidades emplacadas contra 797 do Corolla sedã. Trata-se, é verdade, de uma diferença modesta e que pode ser revertida ao longo do mês, mas é notório que o SUV deve ampliar seu público à medida que a produção ganha ritmo e o país passe a funcionar mais perto do normal.

E que, sim, o ‘Cross’ supere com regularidade o ‘sedã’, apesar da indignação dos fãs do clássico modelo de três volumes.

Graças às oscilações que a indústria automobilística vive, o SUV da Toyota também está mais próximo do seu principal rival, o Jeep Compass. O modelo produzido em Goiana e que passa por uma mudança técnica considerável, tinha até então 1.039 emplacamentos, ou 25% a mais.

Jeep Compass 2022
Jeep Compass 2022
Imagem: Divulgação

Nesse caso, certamente trata-se de uma fotografia desfavorável ao veículo da Jeep, que pode sofrer com um pequeno desabastecimento devido à troca de linha. Diante do número elevado de reservas e o fato de ser um produto já conhecido e procurado pelos consumidores, logo deveremos ver essa diferença se expandir.

Apesar disso, uma coisa é certa: o subsegmento dos SUVs “meio médios”, antes ocupado de forma solitária pelo Compass, deve ganhar cada vez mais relevância no mercado, reduzindo a participação dos SUVs compactos e tornando os médios produtos de nicho. A chegada do VW Taos e até do novo (e certamente mais caro) Honda HR-V devem comprovar essa tese em breve.

Ah, sim, o Argo tinha até o meio da semana 2.405 carros emplacados, à frente até da picape Strada (2.274 unidades vendidas até aqui).

Nota do editor: a matéria foi atualizada com os dados de 6 de maio, que preservavam a mesma situação do dia anterior.