Coronavírus coloca em risco 100 mil postos de trabalho na indústria automotiva alemã

Somente o Grupo VW está perdendo cerca de 2 bilhões de euros por semana
Linha de produção da Volkswagen em Wolfsburg, sede mundial da companhia

Linha de produção da Volkswagen em Wolfsburg, sede mundial da companhia | Imagem: Divulgação

Enquanto o mercado chinês está começando a retomar suas atividades com a reabertura de concessionárias por lá, a situação na Europa ainda é preocupante para a indústria automotiva. É previsto que o setor corte cerca de 100 mil empregos na Alemanha por conta da pandemia da Covid-19, enquanto foi reportado que o Grupo Volkswagen estaria sofrendo pesadas perdas relevantes no mês de março.

Em entrevista à rede de TV alemã ZDF, o chefe executivo do grupo, Herbert Diess, afirmou que a empresa está registrando prejuízos de cerca de 2 bilhões de euros (aproximadamente R$ 11,3 bilhões) por semana por conta da paralisação parcial de suas atividades no continente europeu. Isso estaria ocorrendo porque o Grupo Volkswagen não está efetuando vendas de veículos fora da China no momento.

Na entrevista, Diess afirma que o Grupo VW ainda está planejando como retomará suas atividades no continente europeu sem colocar seus funcionários em risco. A marca estaria registrando uma queda de cerca de 40% nas vendas de carros de passeio durante o mês de março e deve fazer uso de um empréstimo de cerca de 20 bilhões de euros (cerca de R$ 113 bilhões) para se recuperar.

E não é apenas com o Grupo Volkswagen que a situação vem se deteriorando conforme o novo coronavírus vem forçando as pessoas a ficarem em casa e, consequentemente, freando a economia. O site alemão Welt reportou que a indústria automotiva daquele país tem cerca de 100 mil postos de trabalho em risco por conta da pandemia.

A expectativa é que a Alemanha registre cerca de 3,8 milhões de emplacamentos em 2020. Uma queda brusca na comparação com as 5,1 milhões de unidades emplacadas no ano passado. Hoje, a indústria automotiva é responsável por cerca de 830 mil postos de trabalho naquele país. 

 

VW: perdas semanais da ordem de bilhões de euros com fábricas paradas
VW: perdas semanais da ordem de bilhões de euros com fábricas paradas
Imagem: Divulgação

 

Assine a newsletter semanal do AUTOO!