Detran.SP ensina como fazer a transferência de veículo pela internet

Modelo adquiridos neste ano não contarão mais com o DUT em papel moeda
Acima detalhe do CRLV-e: documento também poderá ser impresso pelo proprietário

Acima detalhe do CRLV-e: documento também poderá ser impresso pelo proprietário | Imagem: Divulgação

Desde janeiro de 2021, já está disponível pelos canais digitais do Detran.SP o CRLV-e, que reúne em um único documento o Certificado de Registro de Veículo (CRV) e o Certificado de Licenciamento (CRLV). Não há mais a impressão do documento de transferência em papel moeda (papel verde). A medida atende a uma resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

O cidadão que tem o documento digital ao vender seu carro precisa solicitar a Autorização para Transferência de Propriedade do Veículo em meio digital (ATPV-e). 

Atenção: mesmo já tendo o documento do veículo de forma digital, em caso de transferência realizada a partir de janeiro deste ano, é preciso entregar o CRV impresso com reconhecimento de firma ou nota fiscal e decalque do chassi-veículo zero km no momento da compra e venda.

Isso porque, até a entrega do documento físico, constará no cadastro do veículo um bloqueio administrativo, por medida de segurança, até que o documento físico seja entregue ao Detran.SP. O bloqueio impede, por exemplo, uma nova transferência.

A entrega do documento deve ser realizada mediante agendamento na opção “Retirada/Entrega de documentos-CRV, disponível de forma online no portal do Detran.SP e/ou do Poupatempo

Confira os detalhes no vídeo abaixo: