EcoSport 1.0 turbo sai de linha na Índia por poluir demais

Com novas regras de emissões mais restritas no horizonte, propulsor turbo de três cilindros da Ford sai de cena
Acima o Ford EcoSport vendido na Índia

Acima o Ford EcoSport vendido na Índia | Imagem: Reprodução Internet/Ford

O mercado indiano está prestes a adotar novas regras de emissões de poluentes mais restritas. A nova fase, chamada de BS6, deve entrar em vigor a partir de 1 de abril deste ano e já está começando a fazer algumas vítimas. Uma delas foi o Ford EcoSport que, naquele mercado, era oferecido com um motor 1.0 turbo.

O tricilíndrico da marca que equipava o SUV já não aparece mais no catálogo da empresa para aquele país. Ele entregava até 125 cv de potência e era oferecido exclusivamente na variante topo de linha Titanium, sendo dotado também de sistema de injeção direta de combustível.

Agora, os indianos que quiserem adquirir um Ford EcoSport têm como opções apenas duas motorizações. O 1.5 aspirado a gasolina de três cilindros da família Dragon, também oferecido no SUV brasileiro, gerando por lá 121 cv de potência e 15,3 kgfm de torque, é uma delas.

A outra é um 1.5 turbodiesel de quatro cilindros com 99 cv e 20,9 kgfm. As opções de transmissão não foram alteradas, permanecendo disponíveis o câmbio manual de cinco marchas ou o automático de seis velocidades.

Ford EcoSport 2020
Ford EcoSport 2020: SUV fabricado no Brasil tem opções de motores 1.5 com 3 cilindros e 2.0 16V, ambos flex e aspirados
Imagem: Divulgação

Assine a newsletter semanal do AUTOO!