Efeito Copa do Mundo faz mercado de carros desabar em junho

Mês teve retração de quase 20% na comparação com 2013 e registra pior resultado em quatro anos

Fiat lidera junho novamente | Imagem: Fiat

O mês de junho foi péssimo para o mercado nacional de automóveis. Segundo balanço da Fenabrave (Federação Nacional dos Distribuidores de Veículos) divulgado nessa quarta-feira (2), o setor teve forte queda de 17,2% nas vendas em relação a junho de 2013, com 187.577 carros emplacados, contra 250.655 no mesmo mês no ano passado. Esse foi o pior resultado da categoria em quatro anos.

O volume acumulado este ano entre janeiro e junho já é 7,3% inferior ao do mesmo intervalo em 2013. Ao todo, no primeiro semestre de 2014 foram emplacados 1.582.634 veículos.

Veja mais: Fiat Palio ameaça reinado de 27 anos do VW Gol

Para a Fenabrave, são três os motivos que justificam a queda em junho: dificuldade para obter crédito, pouco comprometimento da renda dos consumidores e também por conta do efeito Copa do Mundo, que está diminuiu o movimento nas concessionárias.

A liderança do mercado em junho ficou mais uma vez com a Fiat, que emplacou 51.215 automóveis de passeio e veículos comerciais leves e assim obteve 20,4% de participação de mercado. Em seguida vêm a Volkswagen (com 18,2% de participação), GM (17,3%) e Ford (8,7%).

Na quinta colocação a novidade é a Hyundai, que voltou a superar a Renault em junho ao obter 7,6% de participação, ante 7% da montadora francesa.

Previsões revisadas (para baixo)

A forte queda nas vendas em junho (em maio já havia caído mais de 7%) motivou a Fenebrave a rever suas projeções para 2014 e a expectativa é pessimista. A previsão inicial era de que o mercado sofreria uma queda de 3,5% em 2014, número que foi revisto para 7,7%. Nem mesmo a prorrogação até o final do ano de alíquotas reduzidas de IPI para automóveis, anunciada na segunda-feira (30) anima a entidade.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!