Este é o Elevate, o SUV barato da Honda

Modelo abaixo do HR-V teve a apresentação global realizada nesta terça-feira (6) na Índia
Honda Elevate 2024

Honda Elevate 2024 | Imagem: Divulgação

O Elevate já não é mais um mistério. O inédito SUV compacto da Honda foi apresentado na Índia nesta terça-feira (6) e surpreendeu pelo belo visual e pacote técnico.

O novo modelo será um rival local para o Hyundai Creta e cia e ficará posicionado logo abaixo do HR-V. Segundo a marca, o Elevate foi desenvolvido pelo centro de pesquisa da Tailândia, mas será produzido em território indiano inicialmente, onde a Honda já produz o City e o Amaze.

O Elevate conta com dimensões bastante interessantes e inclusive superiores ao mais sofisticado HR-V. Ele é 6 cm mais alto e tem uma distância entreeixos 4 cm maior, o que sugere um perfil mais familiar e capaz de disputar mercado com outros SUVs mais simples, porém, espaçosos.

Modelo Elevate HR-V
Comprimento 4,31 m 4,39 m
Largura 1,79 m 1,79 m
Altura 1,65 m 1,59 m
Entreeixos 2,65 m 2,61 m

O estilo, de linhas retas, reforça o caráter de utilitário esportivo, e é bem mais aprazível a uma primeira vista que seu irmão mais velho. As rodas de liga leve são de aro 17 e a versão mostrada possui acabamento em duas cores.

O SUV faz uso de iluminação em LED tantos nos faróis quanto lanternas e a grade em formato hexagonal confere uma identidade bastante própria ao veículo. A marca diz que o Elevate tem uma distância do solo de 220 mm.

VEJA TAMBÉM:

O porta-malas, segundo a Honda, é capaz de levar 458 litros, volume bem maior que o do HR-V, mas não está claro qual foi o padrão utilizado para a medição.

No interior, o Elevate é mais previsível, com cluster digital de 7 polegadas e uma central multimídia “flutuante” de 10,25 polegadas.

Honda Elevate 2024
Honda Elevate 2024
Imagem: Divulgação

Embora voltado a um segmento mais acessível, o Elevate traz vários equipamentos como assistente de monitoramento de visão lateral e traseira, assistente de frenagem e de partida em rampa e câmeras para auxiliar na condução e estacionamento, entre outros.

Como era de se esperar, a Honda também incluiu o pacote Sensing, de auxílio ativo de segurança.

O Elevate é equipado com um motor 1.5 litro a gasolina com 112 cv de potência e 145 Nm de torque, atingido entre 4.300 e 4.600 rpm. Há opção de câmbio manual de seis marchas ou CVT de sete velocidades. Não há, por enquanto, opção híbrida disponível.

Faria sentido no Brasil?

Depois de tomar conhecimento das características do Elevate, a pergunta que vem à mente é “será que a Honda faria bem em lançar o SUV no Brasil?”.

Honda Elevate 2024
Honda Elevate 2024
Imagem: Divulgação

Como explicamos anteriormente, a marca japonesa restringiu bastante seu portfólio por aqui. Com exceção do HR-V, os dois outros produtos nacionais (City hatch e sedã) não têm atraído grande interesse dos consumidores.

Já os modelos importados não têm foco em volume e sim em mostrar tecnologia, caso do Civic Type R, recém lançado.

Siga o AUTOO nas redes: Instagram | LinkedIn | Youtube | Facebook | Twitter

Com sua mecânica conhecida e uma proposta mais família, o Elevate tem potencial de expandir a produção da fábrica de Itirapina e colocar a Honda em condições de disputar clientes com o já confirmado Yaris Cross, que a Toyota lançará no Brasil em 2024.

Resta ver se a Honda concorda com essa análise. Consultada, a fabricante respondeu ao AUTOO que "não comenta sobre seus planos estratégicos de negócios".

Ricardo Meier

Comenta o mercado de vendas de automóveis e tendências sustentáveis

Recomendados por AUTOO

Youtube
RAM Rampage Laramie a diesel

RAM Rampage Laramie a diesel

Será que ainda é vantajoso ter picape com motor turbodiesel?
Aviação
Força Aérea Brasileira confirma: quer caças F-16 dos EUA

Força Aérea Brasileira confirma: quer caças F-16 dos EUA

Mas nega que isso possa atrapalhar operação dos novos Gripen suecos
MOTOO
A partir de R$ 8,5 mil: motos Shineray, Honda e Yamaha

A partir de R$ 8,5 mil: motos Shineray, Honda e Yamaha

Lista reúne as 10 motos mais baratas do Brasil em maio de 2024. Descubra as opções