Se fosse um filme a Strada só poderia ser chamada de “picape Highlander” em alusão ao guerreiro imortal interpretado pelo ator franco-americano Christopher Lambert no filme homônimo. No mercado desde 1998, o veículo da Fiat não só permanece vivo como voltou a ver suas vendas crescerem em 2018 após quatro anos consecutivos de queda.

Enquanto isso, seus irmãos Palio, Siena e Weekend definharam a ponto de o hatch ter saído de cena recentemente. Mas para a Strada parece não existir um limite afinal a própria montadora decidiu lançar novas versões da picape este ano.

A novidade surgiu em agosto junto com a linha 2019, a versão Freedom exclusiva para a cabine dupla. Ela acabou agradando tanto que mais de 2,6 mil unidades foram emplacadas nos últimos três meses, ou cerca de 15% do total. Parece pouco, porém, deve-se ressaltar que a Strada é mais procurada nas versões de trabalho enquanto para lazer as vendas caíram desde a chegada da irmã Toro.

Por isso a Freedom acaba sendo uma opção interessante para quem quer uma picape compacta mais acessível e bem equipada. Agora ainda mais acessível já que a Fiat decidiu ampliar a gama com uma versão cabine simples, útil para quem pretende manter um uso comercial eventual graças à caçamba maior. A nova Strada Freedom chega às concessionárias com preço sugerido de R$ 61.590.

Os itens de série são os mesmos da cabine dupla, entre eles, rodas de liga de 14 polegadas, faróis de neblin, capota marítima, sensor de estacionamento traseiro, ar-condicionado e volante em couro com comandos satélite do rádio. A Fiat oferecer também o Pack Techno (R$ 2.890) que inclui central multimídia com tela de 6 polegadas e câmera traseira.

1,4 milhão de picapes

Os números da Strada até aqui são impressionantes. Segundo a Fiat, foram emplacadas nesses 20 anos (ela estreou no Brasil em 24 de outubro de 1998) nada menos que 1,4 milhão de unidades. Só nos últimos 11 anos, que constam do banco de dados do Autoo, foram 1,059 milhão de Stradas vendidas, bem mais que a soma de suas concorrentes mais significativas, a Saveiro e a Montana (587 mil unidades e 344 mil unidades, respectivamente).

O segredo dessa longevidade está numa receita que mescla tecnologia com robustez e confiabilidade, além é claro, de uma estratégia agressiva de atuação no mercado de comerciais leves pela Fiat – a marca é, de longe, a que mais tem participação nesse segmento.

Apesar disso, a Strada deve encontrar sua aposentadoria em breve caso a Fiat opte por batizar o projeto 2810 com outro nome. A montadora está desenvolvendo uma nova picape compacta com previsão de lançamento em 2020. Segundo o site Autos Segredos, ela será um veículo que fará uso de componentes de vários veículos da marca como o Argo, Fiorino e Mobi, de onde deve vir parte do estilo da cabine.

Caso a nova picape ganhe nome inédito, o que é bastante provável diante do histórico recente, a Fiat pode manter a Strada viva por algum tempo, focando apenas nas versões de entrada para uso comercial. Quem sabe ela não resolva lançar mais uma versão da picape, a Strada Highlander, a própria. Nada seria tão apropriado.

Veja também: Cabine dupla, câmbio automático...o que esperar da nova picape da Fiat

 
 
Fiat Strada 2019
 
Fiat Strada 2019
Fiat Strada 2019
Fiat Strada 2019
 
Fiat Strada 2019
Fiat Strada 2019
Fiat Strada 2019
 
Fiat Strada 2019
Fiat Strada 2019
Fiat Strada 2019
 
Fiat Strada 2019
Fiat Strada 2019
Fiat Strada 2019
 
Fiat Strada 2019
Fiat Strada 2019
 
 
Ricardo Meier

Publisher do AUTOO, é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier | http://www.jcceditorial.com.br/