Fiat Toro é a picape mais vendida do Brasil em 2017

Novo modelo terminou semestre à frente da irmã menor, a Strada
Fiat Toro 2018

Fiat Toro 2018 | Imagem: Divulgação

O mercado brasileiro realmente não é mais o mesmo. Se antes Gol e Palio nadavam de braçadas hoje o Onix e o HB20 lideram sem que suas versões sejam realmente baratas. Já no mercado de comerciais leves, a novidade é que a Strada perdeu a liderança depois de vários anos.

E a nova líder entre os utilitários é a Fiat Toro. A picape derivada do Jeep Renegade ultrapassou sua irmã em junho e terminou o primeiro semestre com 24,7 mil unidades emplacadas contra 24 mil da Strada garças a um mês de junho em que vendeu quase 5,6 mil exemplares.

Apesar da liderança no papel, na prática a Toro não é o que se pode chamar de um ‘utilitário’ puro. Muitos clientes a usam como carro de passeio e a caçamba, mais como ‘porta-malas’ que compartimento de carga. Inclusive, a picape nem possui versão de trabalho, como ocorre com picapes maiores.

Trata-se de uma distorção na classificação dos veículos no Brasil, que acaba misturando verdadeiros utilitários, como as vans Sprinter e Fiorino, com modelos de caráter pessoal. É algo complicado de separar, há de se reconhecer. As próprias picapes médias nasceram como utilitários e aos poucos tornaram-se veículos ‘híbridos’ na aplicação. A Toro, no entanto, é muito sofisticada para assumir esse papel utilitário.

De qualquer forma, a picape da Fiat chega a um feito e tanto, o de ser a picape mais vendida do país, mesmo custando a partir de R$ 87,5 mil. Tudo indica que essa liderança não veio por acaso a não ser que revisem novamente as regras e ela passe a ser considerada um automóvel, como seus primos Renegade e Compass, que compartilham a mesma base.