Ford F-150 Lightning: ''Fiat Strada dos EUA'' entra na era elétrica

Com 570 cv e 107 kgfm de torque, veículo mais vendido nos EUA há 44 anos prova que um elétrico pode ser tão interessante quanto um utilitário V8
Ford F-150 Lightning Platinum 2022

Ford F-150 Lightning Platinum 2022 | Imagem: Divulgação

A Ford revela nesta semana a esperada variante 100% elétrica da nova geração da F-150. O fato traz de forma intrínseca uma profunda quebra de paradigma, uma vez que a picape é o veículo mais vendido nos EUA há 44 anos. Com a guinada promovida pela administração Biden para reduzir as emissões de gases tóxicos na atmosfera e o investimento em novas formas de energia limpa, a nova opção da F-150 terá uma função estratégica de provar aos norte-americanos que um modelo 100% elétrico pode ser tão, ou ainda mais interessante, do que uma picape com um V8 sob o capô. Para tanto, a Ford promete revolucionar o segmento e criou para a inédita F-150 Lightning uma série de recursos singulares com o objetivo de cativar o público. 

Do ponto de vista técnico, a F-150 Lightning contará com dois motores, um em cada eixo para conferir tração integral à picape, que resultam em nada menos do que 570 cv (563 hp) de potência combinada e torque instantâneo de 107,1 kgfm (775 lb.-ft.). Segundo a Ford, a F-150 elétrica é capaz de acelerar de 0 a 96 km/h (60 mph) em pouco mais de 4 segundos, tempo digno de esportivos de alto desempenho. A Ford vai oferecer dois tipos de bateria para a novidade: uma convencional, que oferece autonomia na faixa de 370 km, e outro conjunto mais robusto, que confere ao utilitário alcance acima de 480 km. 

Entre as credenciais importantes para uma picape, a F-150 Lightning será capaz de transportar 907 kg em sua configuração de entrada com rodas de liga leve aro 18” e oferece uma capacidade de reboque, algo mais valorizado pelos norte-americanos, de 4,5 toneladas. A Ford destaca a aplicação de alumínio de alta resistência com especificações militares no projeto da F-150 elétrica para garantir a durabilidade e robustez do conjunto. Com preço competitivo considerando sua tecnologia de propulsão, a F-150 Lightning vai partir de US$ 39.974 antes de impostos ou incentivos para carros sem emissões, o equivalente a pouco mais de R$ 211 mil.

Começando a elencar seus recursos únicos dentro da categoria, uma peculiaridade da F-150 Lightning será o seu porta-malas frontal. Como os motores elétricos são posicionados junto aos eixos, toda a área sob o capô da F-150 elétrica virou um generoso porta-malas com capacidade de 400 litros. Oferecendo proteção total contra água e poeira, como em um automóvel convencional, o compartimento é de grande ajuda para o transporte de malas e itens sensíveis, além de facilitar a acomodação de objetos menores, como sacolas, por exemplo. O local ainda oferece entradas USB para o carregamento de eletroportáteis. O porta-malas frontal da F-150 elétrica conta ainda com drenos caso motorista e passageiros queiram transportar bebidas geladas por ali, facilitando a posterior limpeza do local.

 

Outro recurso singular da F-150 Lightning será a tecnologia Ford Intelligent Backup Power. Por meio dela, a picape poderá fornecer a energia elétrica armazenada em sua bateria para abastecer uma residência em situações emergenciais, como um problema eventual na rede de abastecimento. Segundo a Ford, considerando um consumo residencial médio de 30 kWh, a F-150 Lightning com a bateria de longo alcance pode suportar as demandas de uma casa por até 3 dias, podendo alcançar até 10 dias com um consumo moderado.  

Além disso, profissionais de diversas áreas que dependem do uso de ferramentas e máquinas específicas para o trabalho contam com o Pro Power Onboard, conjunto de tomadas instaladas na caçamba com capacidade para alimentar os mais diversos aparelhos. Para não deixar o motorista sem condições de movimentar o veículo após o trabalho, o sistema de gerenciamento da picape é capaz de aconselhar uma interrupção do Pro Power Onboard quando o nível da bateria principal do sistema atinge um limite que pode comprometer o alcance do veículo até o ponto de recarga mais próximo. Segundo a Ford, em eletropostos de alta capacidade (150 kW) a F-150 Lightning é capaz de realizar a recarga da bateria de 15% a 80% em cerca de 41 minutos. Em terminais desse tipo, com apenas 10 minutos conectada, a picape consegue entregar uma autonomia de pouco mais de 86 km. 

No campo da tecnologia, a F-150 Lightning estreia com o sistema BlueCruise, por meio do qual a picape é capaz de rodar sem qualquer intervenção humana por mais de 160.000 km de estradas mapeadas pelo sistema englobando EUA e Canadá. Destaque ainda para a generosa tela de 15,5” para a central multimídia Sync 4A, que conta com suporte ao Apple CarPlay e Android Auto sem fio, além da assistente virtual Alexa, da norte-americana Amazon. A cabine contempla também um painel de instrumentos completamente digital com tela de 12”. 

Até o momento não há previsão de importação da F-150 elétrica ao Brasil, apesar das opções térmicas da picape full-size seguirem cotadas para o nosso mercado. Nos EUA, as vendas da F-150 Lightning começam no segundo trimestre de 2022.