Ford Ranger 2024 evolui para se tornar a referência na categoria; confira avaliação

Picape média conta com projeto totalmente renovado da plataforma até a parte interna e o resultado surpreende
Ford Ranger 2024

Ford Ranger 2024 | Imagem: Divulgação

Atual modelo de entrada da Ford no Brasil, não por acaso a marca norte-americana passou a dedicar cada vez mais atenção para a gama Ranger em nosso mercado.

A partir deste mês a nova geração da picape começa a chegar ao mercado inicialmente nas versões mais sofisticadas XLT e Limited, ambas com a interessante motorização 3.0 V6 turbodiesel, que vamos abordar em detalhes mais adiante.

A estratégia da Ford para o lançamento da Ranger 2024 é facilmente compreendida uma vez que as configurações topo de linha das picapes médias atualmente respondem por 60% das vendas do segmento. A partir de setembro a gama Ranger 2024 será reforçada pelas versões mais acessíveis com o propulsor 2.0 turbodiesel. 

Evolução completa

É importante destacar que a nova Ranger inaugura no Brasil a próxima geração de picapes médias, oferecendo, portanto, um conjunto técnico muito mais sofisticado do que suas atuais concorrentes diretas.

Siga o AUTOO nas redes: Instagram | LinkedIn | Youtube | Facebook | Twitter

A nova base aplicada na Ranger 2024, por exemplo, integra a terceira geração global de arquiteturas da Ford para veículos que adotam a construção de carroceria sobre chassi.

Com isso, a Ranger ficou 30% mais resistente a torções e a plataforma avançada confere à picape maior curso de suspensão, algo importante no uso off-road.

As suspensões dianteira e traseira da Ranger também foram totalmente revistas em relação à geração anterior.

Ford Ranger 2024
Ford Ranger 2024
Imagem: Divulgação

Um importante destaque é a fixação dos amortecedores em uma posição externa às longarinas, o que resulta em ganhos dinâmicos consideráveis para o modelo. 

O feixe de molas traseiro, por sua vez, oferece 4 estágios de carga, solução que deixa a picape pronta para lidar com situações de pouca ou muita carga sem perder os elogiáveis atributos dinâmicos e a suavidade ao rodar. 

Como é ao volante?

Nosso primeiro contato com a nova Ranger 2024 ocorreu a bordo da versão Limited e, logo de cara, o propulsor 3.0 V6 turbodiesel deixa claro que é uma das grandes estrelas da novidade, talvez nem tanto pela potência (250 cv), mas em grande parte pelo elevado torque de 61,1 kgfm (600 Nm) disponível desde 1.750 rpm.

Com força em abundância, o câmbio automático de 10 marchas trabalha de forma impecável, favorecendo as acelerações e retomadas da picape. 

A Ford não divulgou os dados de desempenho, mas a Ranger Limited mostrou-se um veículo consideravelmente veloz, com reações em linha com o que encontramos na VW Amarok V6, a qual alcança 100 km/h na casa de 7 segundos.  

Vale salientar que o sofisticado conjunto motor e câmbio não descuida da eficiência. De acordo com os dados da Ford, a Ranger Limited é capaz de entregar médias de 8,9 km/l na cidade e 10,2 km/l na estrada, números competitivos considerando o nível de performance observado ao volante. Apenas como comparação, as parciais da VW Amarok V6 nas mesmas condições são de 9 e 9,7 km/l, respectivamente.

A unidade da Ranger Limited avaliada pelo AUTOO estava equipada com o pacote opcional que contempla as rodas de liga leve aro 20”, algo que favorece tanto o visual do modelo assim como colabora para realçar as respostas dinâmicas da picape.

Aliás, esse é um ponto onde a estrutura moderna da Ranger 2024 resulta em uma enorme diferença sobre as rivais diretas hoje no mercado. 

Se, até então, a Volkswagen Amarok era o modelo a ser vencido no quesito dirigibilidade entre as picapes médias, a nova geração da Ranger estabelece um patamar ainda mais elevado.

VEJA TAMBÉM:

A Ford soube calibrar e desenvolver um conjunto de suspensão que garante notável desenvoltura para a nova Ranger tanto no uso urbano e rodoviário bem como fora do asfalto, com destaque para o excelente nível de articulação das rodas durante a transposição de obstáculos no off-road, algo que comprovamos na prática na região de Mendoza, na Argentina, aos pés da Cordilheira dos Andes.

O torque elevado também traz para a nova Ranger V6 muito vigor até mesmo em condições de subida em trechos arenosos, por exemplo, sendo até mesmo desnecessário ativar a caixa redutora do sistema de tração.

Por falar nele, a nova Ranger conta com um interessante avanço no que diz respeito à distribuição do torque entre as rodas.

Além das posições convencionais, como o 4x2 (tração traseira), 4x4 convencional (4H) e 4x4 reduzida (4L), a nova Ranger adiciona o modo “4A” (Auto) no sistema. 

Trata-se de um recurso em que a distribuição da tração ocorre sob demanda, a exemplo do que modelos como a Ford F-150 e a Ram 1500 Limited oferecem, o que torna a condução da picape ainda mais fácil mesmo em terrenos desafiadores.

Toda a parte inferior da nova Ranger ainda conta com o reforço de protetores de aço para a direção, tanque de combustível, cárter e transmissão.

Por dentro

Em termos de porte, a Ranger 2024 recebeu poucos acréscimos em suas principais dimensões, atingindo agora 5,37 m de comprimento, 1,91 m de largura e 1,88 m de altura, com entre-eixos de 3,27 m, o que resulta em uma ótima cabine suficiente para até 5 passageiros.

Com altura em relação ao solo de 235 mm, a Ranger preserva a elogiável capacidade de imersão para 80 cm entregue desde a geração anterior.

Falando da parte interna, a cabine da Ranger em seu catálogo Limited acompanha o salto observado na parte mecânica da picape.

Ford Ranger 2024
Ford Ranger 2024
Imagem: Divulgação

Temos um interior que oferece uma elogiável sensação de qualidade e maior refinamento, com destaque para soluções como o porta-luvas duplo, comando do câmbio do tipo e-shifter e uma generosa tela de 12” na posição vertical para a central multimídia. O aparelho, que integra a família Sync 4, se notabiliza pela excelente interface, os comandos intuitivos e a rapidez na operação, ressaltando o bom trabalho executado pela Ford no desenvolvimento de suas centrais de infoentretenimento.

Outro ponto que merece destaque é o alto conteúdo de tecnologia e equipamentos de série que a Ranger Limited 2024 oferece, mesmo custando menos (a partir de R$ 319.990) do que suas oponentes. 

Ford Ranger 2024
Ford Ranger 2024
Imagem: Divulgação

A nova geração da picape recebe em sua versão topo de linha itens avançados como o assistente de manobras evasivas e a frenagem autônoma para o caso de intercorrências em marcha à ré.

Completam ainda o pacote da nova Ranger Limited o alerta de colisão frontal com frenagem autônoma de emergência, piloto automático adaptativo com função trânsito, assistente de permanência em faixa, monitoramento de pontos cegos, farol alto automático, entre outros.

Nova referência

Ao aliar uma estrutura projetada com o que existe de mais moderno em ferramentas de desenvolvimento e soluções de engenharia, mecânica avançada e um alto conteúdo de tecnologia, a Ranger em sua nova geração prova que está bem à frente de suas rivais em diversos aspectos.

A nova Ranger também recebe diferenciais para a categoria como os alertas preventivos de manutenção e a troca de óleo sem intervalos pré-determinados, tal como ocorre nos planos de revisão da maior parte dos veículos, cabendo ao sistema de gerenciamento da picape solicitar ao proprietário a execução do serviço somente quando necessário.

Essa “variação inteligente do óleo”, como a Ford denomina, confere à Ranger um plano de manutenção que pode gravitar entre R$ 8.574 e R$ 9.829 no período de 36 meses. 

Ford Ranger 2024
Ford Ranger 2024
Imagem: Divulgação

É uma faixa de preço consideravelmente menor do que foi apurado pela marca norte-americana para concorrentes como VW Amarok V6 (R$ 12.569), Chevrolet S10 (R$ 9.876) e a Toyota Hilux (R$ 11.235). 

Outra vantagem inerente à tecnologia da Ford é o intervalo de tampo menor entre as paradas de serviço, uma conveniência interessante para boa parte dos clientes, em especial aqueles que vão optar pelas versões de trabalho da picape.

A Ford não esconde o desejo de conquistar postos mais elevados no ranking de vendas da categoria graças ao bom conjunto que preparou para a nova Ranger, combinando tudo isso com uma proposta comercial agressiva e diferenciais de pós-vendas como os 5 anos de garantia (alinhado com o que a Toyota oferece para a Hilux).

Predicados para ganhar mais garagens pelo Brasil a nova geração da Ranger comprovou ter de sobra. Vamos ver agora como será a sua receptividade junto ao público. 

Ford Ranger 2024
Ford Ranger 2024
Imagem: Divulgação

Recomendados por AUTOO

Youtube
Picape Fiat Titano

Picape Fiat Titano

Estreia da marca no segmento onde a Hilux domina, mas será que dá para peitar a Toyota?
Aviação
Rússia fabrica mais caças Su-34 enquanto Ucrânia destrói outros

Rússia fabrica mais caças Su-34 enquanto Ucrânia destrói outros

Mais um lote do jato de combate foi entregue, mas Força Aérea ucraniana diz ter destruído seis jatos russos em ataque de drone
AUTOO
Siga o AUTOO em nosso canal no WhatsApp

Siga o AUTOO em nosso canal no WhatsApp

Acompanhe as notícias sobre automóveis do site de forma mais rápida e prática!