O governo federal divulgou nessa quarta-feira (7) no Diário Oficial que voltará a reduzir a alíquota do IPI (Impostos sobre Produto Industrializado) para as fabricantes de veículos instaladas no Brasil até julho de 2016. Mas não espere por reduções de preços, a medida pública prioriza o desenvolvimento da indústria local. O valor da desoneração ainda não foi definido, mas a bancada diz no texto que a cifra será definida nos próximos dias por meio de decreto após mais conversas com executivos do setor automobilístico brasileiro.

A nota também avisa que com a redução do IPI a montadoras instaladas no país deverão cumprir uma série de exigências que ainda serão discutidas. Com o crescimento do mercado nacional e a demanda por máquinas mais eficientes, é provável que o governo peça mais investimentos das marcas no país, que responderão com mais carros e inovações mecânicas.

A medida não valerá para marcas que apenas importam veículos. No entanto, o governo não cita os veículos importados trazidos por montadoras com linhas de montagem no Brasil. A redução do IPI beneficiará as fabricantes de automóveis de passeio e veículos comerciais leves, caminhões, tratores e ônibus.

Thiago Vinholes

|