Honda Brio Amaze é revelado na Tailândia

Visual do sedã compacto afasta qualquer possibilidade de vê-lo produzido no Brasil

Honda Brio Amaze | Imagem: Divulgação

A Honda nega há bastante tempo, mas é questão de tempo para a montadora anunciar um compacto nacional. Pressionada por suas rivais diretas como Toyota e Hyundai, que acabam de estrear nos segmentos mais baratos, a marca japonesa sabe que sem um produto mais acessível estará fadada a um papel secundário no mercado brasileiro.

Quando o compacto Brio surgiu no Sudeste Asiático, surgiu uma esperança no horizonte. O hatch da Honda conseguiu unir um visual mais agradável que o do Etios a uma plataforma já testada e em produção no Brasil, a do Fit. Porém, as dimensões modestas, sobretudo do porta-malas, o deixariam em desvantagem por aqui.

Veja também: Honda mostra primeira foto do Brio Sedan

Agora, que a versão sedã do Brio, batizada de Amaze, foi revelada na Tailândia, é de se concluir que o Brio não nasceu para o Brasil. O sedã utiliza de um expediente barato que caiu em desuso por aqui, o de acrescentar um terceiro volume ao hatch. Sem alongar a distância entre os eixos e redesenhar a curva da carroceria, o resultado é um design pobre que pode funcionar em países com mercado ainda longe da maturidade. No Brasil, no entanto, essa receita já se esgotou. Basta ver como a Chevrolet (com o Onix sedã, vulgo Prisma), e a Hyundai (com o futuro HB20S) farão em 2013. Ambos os modelos terão um visual de cupê, com elegância acima da média, e sem perder espaço interno.

Em outras palavras, se a Honda pensa seriamente em brigar na faixa entre R$ 30 mil e R$ 40 mil, está a caminho um novo modelo que não o Brio. E muito menos o Amaze.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!