Hyundai Veloster pode sair de linha

Segundo site, número de vendas insatisfatório pode fazer a marca desistir da segunda geração

Hyundai Veloster | Imagem: Hyundai

A vida do Veloster tem chances de terminar na primeira geração. Segundo o website australiano GoAuto, a direção da Hyundai não está satisfeita com as vendas do carro pelo mundo, fato que pode encorajá-la a descontinuar a série em dois anos, desistindo de lançar uma nova linha.

Em 2013, a fabricante coreana vendeu cerca de 60 mil Veloster pelo mundo, sendo 4.136 unidades no Brasil, segundo números da Fenabrave. Em fevereiro deste ano, porém, a importação do carro para o mercado nacional foi suspensa por tempo indeterminado. Na época, a CAOA, importador oficial da Hyundai, justificou a ação com a oscilação do dólar e pela queda na procura pelo veículo.

Um suspiro para o carro, de acordo com o site, seria uma reestilização pesada, que poderia voltar a impulsionar as vendas. O Veloster foi lançado em 2011 e desde então ganhou novas opções de motorização no exterior, mas sem alterar o visual.

Veloster no Brasil

Quando chegou ao País, o Veloster formou filas de interessados querendo comprá-lo, tanto que gerou meses de espera pelo carro. Essa febre, no entanto, durou pouco e o sucesso do carro virou piada. Descobriu-se que a CAOA apontava que o motor 1.6 gerava 140 cv, quando na verdade desenvolvia apenas 120 cv, potência que não combina com o visual esportivo do carro.

Restam em poucas concessionárias Hyundai no Brasil algumas raras unidades do Veloster trazidas no último lote importado. Se o carro voltar, o que o importador não confirma, o veículo deverá adotar um motor mais potente, no caso o 1.8 de 150 cv, o mesmo bloco que equipa o i30 no País.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!