Indianos andam (e aprovam) o novo Creta com motor a diesel

Nova geração do SUV da Hyundai já está disponível na Índia. Propulsor, no entanto, não chegará ao nosso mercado
Nova geração do Hyundai Creta vendida na Índia

Nova geração do Hyundai Creta vendida na Índia | Imagem: Divulgação

No final de abril, os indianos conheceram de perto a nova geração do Hyundai Creta. Por lá, o utilitário esportivo chegou causando polarização de opiniões por conta do visual polêmico, mas foi inegável a evolução de qualidade, mecânica e a de oferta de equipamentos. No entanto, o mercado indiano terá um trunfo sob o capô que nós, brasileiros, podemos apenas invejar.

Na Índia, mesmo um SUV compacto como o novo Hyundai Creta pode ser equipado com um motor a diesel, algo que é proibido no Brasil em função de uma legislação da década de 1970 que restringe o uso desse combustível a veículos com mais de uma tonelada de carga útil ou dotados de tração nas quatro rodas.

Mais uma vez, coube ao Autocar India ter esse primeiro contato com o novo Hyundai Creta turbodiesel. Enquanto na última avaliação foi testada a versão 1.4 turbo a gasolina com câmbio de dupla embreagem, agora foi a vez de andar no modelo 1.5 turbodiesel com câmbio manual de seis marchas.

Saiba mais: Veja o que os indianos acharam do novo Creta 1.4 turbo DCT

De modo geral, o novo propulsor foi elogiado pela adoção de uma turbina de geometria variável, o que deixou a entrega de performance chegar mais cedo e de forma mais linear. Com a entrada em vigor de novas regras de emissões de poluentes na Índia, o antigo 1.6 turbodiesel foi aposentado a favor desse novo 1.5. Houve perda de potência no papel, sendo que o primeiro entregava 128 cv e 26,5 kgfm de torque. Já o novo entrega “apenas” 115 cv e 25,5 kgfm.

Interior do novo Creta ficou mais arrojado e traz até sistema de som premium
Interior do novo Creta ficou mais arrojado e traz até sistema de som premium
Imagem: Divulgação

De acordo com os indianos, os números menores não são sentidos de maneira tão intensa quanto se pode imaginar. Com a adoção da nova turbina, foi relatado que o novo propulsor “enche” a partir de 1.200 rpm, enquanto o antigo 1.6 sofria um pouco abaixo de 2.000 rpm. O Câmbio, de engates macios e precisos, também ajuda na aceleração.

Outra característica do motor turbodiesel 1.5 nessa nova geração do Hyundai Creta que também rendeu elogios da imprensa indiana foi a suavidade de operação. Longe dos antigos propulsores de caminhonetes, mal podia-se notar seu ruído ou vibração em marcha lenta. Só se ouvia o motor em operação depois de 3.500 rpm, regime relativamente elevado para um propulsor a diesel.

Entre outras vantagens apontadas do motor turbodiesel sobre os novos Creta abastecidos com gasolina na Índia está o consumo. De acordo com o que é divulgado, declara-se para a nova geração do SUV da Hyundai 1.5 a diesel com câmbio manual 21 km/l em regime combinado entre cidade e estrada.

No demais, as críticas e elogios foram praticamente os mesmos da nova geração do Hyundai Creta com motor a gasolina. O visual dianteiro é o principal ponto de cuidado, tendo em vista que não agradou a todos no mercado indiano. No entanto, o salto de qualidade dos materiais da cabine e a maior oferta de equipamentos de série receberam elogios novamente.

Na conclusão, o Autocar India apontou que o novo Hyundai Creta 1.5 turbodiesel manual vai ficar no meio do caminho da linha. Enquanto as configurações mais baratas terão um 1.5 aspirado a gasolina, quem buscar maior refinamento e desempenho ficará com o 1.4 turbo a gasolina e câmbio de dupla embreagem. Enquanto isso, quem buscar o meio termo e o menor custo de rodagem ficará com o turbodiesel. Foi dito também que na unidade de câmbio manual testada sentiu-se falta de um câmbio automático, opção que deverá ser avaliada em breve.

Nova geração do Hyundai Creta vendida na Índia
Nova geração do Hyundai Creta vendida na Índia
Imagem: Divulgação
Assine a newsletter semanal do AUTOO!