JAC E-JS1: primeiro elétrico avaliado pelo Latin NCAP é nota zero em segurança

Segundo avaliação, modelo apresentou falhas preocupantes, como a ausência do corte de energia após teste de colisão frontal
JAC E-JS1 é completamente reprovado em teste do Latin NCAP

JAC E-JS1 é completamente reprovado em teste do Latin NCAP | Imagem: Divulgação

O Latin NCAP divulgou nesta terça-feira (13) seu primeiro teste envolvendo um carro elétrico comercializado na região. Infelizmente, a avaliação do JAC E-JS1 foi péssima e despertou inúmeros sinais de alerta por parte dos responsáveis pelas provas. 

Vale ressaltar que o JAC E-JS1, atualmente tabelado em R$ 159.900, figura como um dos automóveis 100% elétricos mais acessíveis do mercado, ao lado do CAOA Chery iCar (R$ 149.990) e o Renault Kwid E-Tech (R$ 146.990). 

O Latin NCAP classificou o JAC E-JS1 como um modelo “amigável com o meio ambiente, mas arriscado em termos de segurança”. O hatch elétrico foi completamente reprovado nos testes do Latin NCAP, não registrando nenhuma estrela das cinco possíveis na avaliação. 

De acordo com o relatório do Latin NCAP, o JAC E-JS1 “mostrou estrutura instável e área instável para os pés no impacto frontal com baixa proteção para o peito do motorista, levando a zero ponto no impacto frontal para a segurança dos adultos. No impacto lateral, a proteção dos adultos foi baixa, com o tórax e a pélvis mostrando proteção fraca”. 

O modelo não oferece airbags laterais para proteção da cabeça, portanto, o impacto lateral de poste não foi realizado. O modelo não oferece frenagem autônoma de emergência (AEB) e não possui folha de resgate e nenhuma certificação de desempenho estrutural no impacto traseiro”, acrescenta o material do Latin NCAP. 

Procurada pelo AUTOO para comentar o resultado, a JAC Motors Brasil até o momento não se pronunciou sobre o assunto.  

O Latin NCAP salienta ainda que, no caso das avaliações de automóveis elétricos, aspectos como o risco de choque e sistemas de corte de bateria são levados em consideração. Porém, nesses pontos, o E-JS1 também decepcionou.  

O JAC não cortou sua energia elétrica após o teste frontal como deveria ter acontecido se o corte de emergência estivesse presente e funcionando corretamente. Também no impacto lateral, o sistema de corte indicou que foi ativado, mas o carro ainda estava em movimento, de modo que a bateria ainda estava conectada e funcionando”, explica o Latin NCAP. 

O Latin NCAP detalha que os carros 100% elétricos são tipicamente mais pesados do que automóveis com motor a combustão interna. 

Logo, a dinâmica de modelos do tipo em testes de colisão, bem como o desempenho de itens como o Controle Eletrônico de Estabilidade (ESC), Frenagem Autônoma de Emergência (AEB) e outras tecnologias de assistência são afetados pela massa maior do automóvel e o centro de gravidade diferente. 

As estruturas, portanto, devem ser desenvolvidas para manter sua resistência à colisão com massa maior, salienta o Latin NCAP. 

Porém, entre os problemas apresentados na avaliação do JAC E-JS1, “o desgaste dos pneus durante o teste do controle de estabilidade do JAC foi tão severo, que, em certo ponto, a avaliação teve que ser interrompida”, pontua o Latin NCAP.

A entidade ressalta que os fornecedores de pneus para o JAC E-JS1 podem variar dependendo do país onde o hatch é oferecido. 

"A versão elétrica do JAC E10x, também chamado de EJS1 ou E-S1, é usada como táxi no México. O Latin NCAP compartilha preocupações ambientais em todo o mundo e está alinhada com todas as iniciativas relevantes para reduzir as emissões de CO2. No entanto, isto não deve ser motivo para desconsiderar a segurança dos veículos. 

Não deve ser uma questão de limpo ou seguro, ambos os aspectos são relevantes e não devem competir um com o outro. Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU indicam tanto a segurança quanto o meio ambiente como aspectos-chave relevantes. Portanto, o status amigável como o meio ambiente não deve ofuscar a relevância da segurança do veículo. Há muitos modelos no mundo inteiro que têm emissões zero e oferecem um desempenho de segurança muito melhor do que este modelo JAC”, analisa Alejandro Furas, secretário geral do Latin NCAP. 

Na mesma bateria de testes, o Latin NCAP avaliou a nova geração do Kia Sportage, que alcançou apenas 3 estrelas, além do Mitsubishi Outlander, este registrando a pontuação máxima de 5 estrelas.  

JAC E-JS1 2021
Ao lado do Kwid E-Tech e iCar, JAC E-JS1 figura entre os elétricos mais baratos do Brasil
Imagem: Divulgação

Recomendados por AUTOO

Youtube
Nova Chevrolet Spin 2025

Nova Chevrolet Spin 2025

Minivan renovada quer fazer frente aos quase SUVs do mercado
Aviação
Argentina terá caças F-16

Argentina terá caças F-16

Jato supersônico é rival do Saab Gripen, da Força Aérea Brasileira. Veja quantos aviões nossos vizinhos compraram
AUTOO
Siga o AUTOO em nosso canal no WhatsApp

Siga o AUTOO em nosso canal no WhatsApp

Acompanhe as notícias sobre automóveis do site de forma mais rápida e prática!