Jeep Gladiator: esperada no Brasil, picape é bem avaliada nos EUA

Opção picape do Wrangler é avaliada por lá na versão Mojave. Com suspensões preparadas, agradou no uso diário
Jeep Gladiator 2021

Jeep Gladiator 2021 | Imagem: Divulgação

Desde o lançamento, a Jeep Gladiator impressionou o mercado norte-americano ao mesclar as capacidade no fora-de-estrada do Wrangler com a praticidade de uma caçamba. Apesar de parecer uma versão alongada do SUV, a picape utiliza componentes do Wrangler de fato, mas também emprega soluções da RAM 1500, principalmente na suspensão traseira.

Assim, a Jeep Gladiator se tornou uma febre nos EUA, principalmente entre os fãs da marca que desejavam um veículo mais prático para o uso diário. E claro que os amantes da Jeep aqui no Brasil também estão ávidos pela novidade. A eles, o recado é simples: paciência. A divisão brasileira da marca já afirmou ao Autoo que tem interesse em trazer a picape para cá. Só não teria o feito ainda pois a fábrica do modelo nos EUA não está dando conta da demanda.

E já que a Jeep Gladiator ainda pode chegar ao mercado brasileiro, que tal ficar por dentro do que os norte-americanos estão realmente achando da picape? Um dos sites dos EUA que já testaram o modelo foi o Mopar Insiders, que avaliou a versão Mojave, a mais recente adição ao catálogo da caminhonete por lá.

Jeep Gladiator 2020
Jeep Gladiator
Imagem: Divulgação

O que ela tem?

A configuração Mojave testada nos EUA é uma das mais completas da gama. Assim, seu preço não é exatamente barato. A Jeep Gladiator em tal versão tem valores partindo de US$ 46.180, ou cerca de R$ 237,5 mil na conversão direta da moeda. Entre seus diferenciais, a Mojave tem uma caixa de transferência com redução menos agressiva que a versão Rubicon, por exemplo, suspensão elevada com amortecedores Fox de alta performance, batentes hidráulicos e pneus para uso em terrenos arenosos.

Sua ideia é oferecer alto desempenho em estradas de terra e areia, não tanto escalar terrenos rochosos como a Rubicon. A Mojave está mais próxima de uma Ford F-150 Raptor neste sentido. A versão avaliada ainda contava com mais de US$ 13.500 (R$ 69,4 mil) em opcionais. A lista inclui sensor de ré, preparação para reboque, câmera frontal, para-lamas pintados, monitor de ponto cego, chave presencial, capota marítima e tomada de 110V na caçamba.

Na mecânica, a Jeep Gladiator Mojave é sempre equipada com o motor 3.6 V6 Pentastar a gasolina, desenvolvendo 289 cv de potência e 35,9 kgfm de torque. O câmbio é manual de seis marchas, mas, opcionalmente, a picape pode ser adquirida com uma transmissão automática de oito velocidades, exatamente a que equipava a unidade testada.

Jeep Gladiator 2020
Jeep Gladiator
Imagem: Divulgação

Como é conviver com a Gladiator?

Um dos pontos que mais impressionou os norte-americanos na Jeep Gladiator foi o conforto, especialmente na versão Mojave. Com amortecedores pensados para segurar o impacto de saltos a mais de 90 km/h em terrenos acidentados, dá conta de absorver buracos e obstáculos do dia a dia sem nenhuma dificuldade. No entanto, os pneus pensados para o fora-de estrada podem se tornar ruidosos acima de 70 km/h.

O que não agradou tanto assim foi o desempenho do motor a gasolina. O Pentastar é aspirado e a Gladiator pesa 2.256 kg, uma combinação pouco feliz que gera acelerações e retomadas lentas, mesmo com a picape vazia, disseram os norte-americanos. Sem opção de motor a diesel como a versão Rubicon, os avaliadores fizeram um apelo para que a Jeep disponibilizasse os poderosos V8 Hemi da Chrysler para a picape. Se de um lado a Gladiator se mostrou muito confortável, a direção era pouco precisa na estrada.

Jeep Gladiator 2020
Jeep Gladiator
Imagem: Divulgação

Outra crítica foi para o tamanho da caçamba. Enquanto a Jeep fez compromissos para manter a capacidade no fora-de-estrada, o compartimento de carga é raso e curto. De acordo com a publicação, “é menor que o de uma Dodge Dakota 2011”. Por dentro, porém, os passageiros são bem acomodados e é fácil de achar uma posição para guiar mesmo sem ter ajustes elétricos no bancos, mais um compromisso para que a Gladiator possa atravessar rios sem complicações.

Jeep Gladiator 2021
Jeep Gladiator
Imagem: Divulgação

A única limitação de fato na cabine é o espaço no banco traseiro. Mesmo assim, pessoas de até 1,90 m conseguem se acomodar, ainda que no limite do conforto. O acabamento interno é dominado por plásticos rígidos, enquanto as superfícies de toque são emborrachadas. Mais uma vez, é o preço a se pagar por uma cabine que pode ser lavada com uma mangueira sem problemas.

Na conclusão, os norte-americanos apontaram que a Gladiator é um carro que agrada mais os fãs da Jeep do que o consumidor típico das picapes médias dos EUA. Se o intuito é usá-la para trabalho, uma RAM 1500 desempenharia melhor esse papel. Entre as versões com foco no fora-de-estrada, porém, a Mojave se mostrou mais amigável no uso diário, ideal para quem vai fazer as duas coisas. Já para a Rubicon, resta o público que irá desbravar o terreno além do asfalto com mais frequência.

Jeep Gladiator 2021
Jeep Gladiator
Imagem: Divulgação
Assine a newsletter semanal do AUTOO!