Kia adere ao Inovar-Auto, mas deve anunciar fábrica para 2016

Montadora sul-coreana pretende assumir operação dentro de dois anos para resolver impasse nas vendas

Kia Quoris | Imagem: Kia

A Kia, enfim, decidiu aderir ao programa Inovar-Auto, instituído pelo governo brasileiro para incentivar o conteúdo nacional nos veículos vendidos no País. A marca sul-coreana era única entre as marcas mais vendidas a evitar assinar o acordo, que limita a 4,8 mil unidades comercializadas por ano sem a adição de 30% de IPI, desde que exista uma contrapartida em atender a metas de eficiência energética.

O volume hoje não representa mais que 15% do que vende a Kia no Brasil nos últimos tempos, em que viu sua participação cair pela metade. Segundo José Luiz Gandini, representante da marca no País, a Kia só não assinou antes o acordo porque a contrapartida teria de ser feita pela própria montadora e não pela sua empresa.

Com a adesão, a Kia poderá vender cerca de 10 mil veículos sem o IPI extra – além dos 4,8 mil do Inovar-Auto mais 6 mil caminhões Bongo, fabricados no Uruguai e que obedecem a outro acordo do Mercosul.

Fábrica nacional

A despeito do anúncio da adesão, AUTOO apurou que a solução definitiva virá no final de 2015 quando a matriz da Kia assumir a operação no Brasil. Segundo uma fonte ouvida pelo site, a montadora deverá construir uma fábrica própria possivelmente em Goiás em 2016, numa localidade próxima das unidades da Mitsubishi e Hyundai-CAOA. Por essa razão, o grupo Gandini estaria investindo em outra marca para representar em nosso mercado, a chinesa Geely.

Novo Kia Soul
Divulgação

Novo Kia Soul deve chegar em maio e será uma das poucas novidades da marca em 2014

Quoris e novo Soul a caminho

A Kia também atualizou sua lista de lançamentos para 2014, que teve mais desistências que novidades. O principal lançamento será a segunda geração do Soul, que chega em maio. Antes disso, a marca estreará no segmento de alto luxo com o sedã Quoris, de tração traseira e preço em torno de R$ 200 mil.

A má notícia é que as versões cupê e hatch do Cerato estão fora de questão, assim como a nova Carens, minivan que era esperada em setembro deste ano e também teve o lançamento congelado.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!